O Castelo de Vidro

O Castelo de Vidro Jeannette Walls


Compartilhe


O Castelo de Vidro





A bela jornalista ruiva, uma profissional de sucesso na capital dos negócios, Nova Iorque, contempla a cidade pelos vidros do táxi. Em breve chegará a seu luxuoso apartamento, repleto de antiguidades, mapas antigos, livros raros e tapetes persas. Subitamente, seu olhar é atraído por uma visão, infelizmente não tão incomum nas metrópoles: uma senhora idosa e desgrenhada vasculha uma lixeira em busca de algo para comer. Em pânico, a jornalista, que aterrorizava as celebridades com sua ácida coluna de fofocas, esconde-se no interior do veículo. Havia reconhecido a mulher em estado de indigência. Tratava-se de sua mãe. Um conto fantástico, ou a imaginação delirante de um autor, em busca do efeito fácil sobre os leitores, diriam alguns. No entanto, a história é absolutamente verídica, e um desses casos em que a realidade parece emprestar as tintas da ficção.

Em O castelo de vidro, Jeanette Walls escreve as memórias de sua família boêmia, errante, atípica e inconformista. Talvez herdeiros do espírito libertário dos beats, ou da rebeldia dos anos sessenta, os pais de Walls enveredariam por um verdadeiro périplo por dezenas de cidades americanas, chegando mesmo a viver nas ruas, como sem-teto. Avessos aos trabalhos regulares, o pai vivendo de expedientes, a mãe, uma pintora amadora e amante das artes, muitas vezes as memórias de Walls revelam momentos em que a fome e o desespero parecem intoleráveis. No entanto, com seu estilo vigoroso e direto, ela nunca apela para as explicações de cunho psicanalítico ou social, e escapa do sentimentalismo banal.

Cumpre acertar as contas com seu passado, a compreensão de um choque de ideais e de gerações. O livro de Walls, para além do relato de uma infância de miséria, aponta, portanto, para questões da maior relevância. Trata-se da solidão e da incomunicabilidade entre as pessoas, e da perseguição de sonhos e projetos pessoais. A história da família de Walls, portanto, em seu caráter absolutamente único, fala um pouco de todas as famílias, de todos os sonhos, de toda a existência. Fala um pouco sobre todos nós.

Biografia, Autobiografia, Memórias

Edições (4)

ver mais
O Castelo de Vidro
O Castelo de Vidro
O Castelo de Vidro
O Castelo de Vidro

Similares

(8) ver mais
Cavalos Partidos
Comer, Rezar, Amar
As Cinzas de Angela
Baseado em fatos reais

Resenhas para O Castelo de Vidro (202)

ver mais
Impressionante!
on 8/11/09


A muito não lia um livro tão leve e tão forte ao mesmo tempo. Ao ler, me peguei por diversas vezes boquiaberta com o egoísmo dos pais, e outras, com a forma que expressavam amor. O pai é um sonhador, mas consegue plantar no coração dos filhos a vontade de SER... com todos os defeitos e erros (e olha que foram inúmeros), ainda assim eu admirei esse homem, de sonhos. Me lembrei muito de como minha própria mãe viveu sua vida, sonhando, sonhando, mas sem ter força para realizá-los. Em... leia mais

Vídeos O Castelo de Vidro (2)

ver mais
Resenha do Livro : O Castelo de Vidro - Jeannette Walls

Resenha do Livro : O Castelo de Vidro - Jeann

Jeannette Walls -- The Glass Castle -- Book Video

Jeannette Walls -- The Glass Castle -- Book V


Estatísticas

Desejam756
Trocam29
Avaliações 4.4 / 3.126
5
ranking 61
61%
4
ranking 26
26%
3
ranking 11
11%
2
ranking 1
1%
1
ranking 0
0%

11%

89%

Marcos
cadastrou em:
21/03/2014 18:20:45