O Estado como obra de arte

O Estado como obra de arte Jacob Burckhardt


Compartilhe


O Estado como obra de arte





Jacob Burckhardt analisa nesta obra a formação dos Estados italianos que, a partir do século XIV, abrigaram a revolução artística e cultural do Renascimento.

O Estado como obra de arte foi originalmente publicado em 1860 como a primeira parte de A cultura do Renascimento da Itália, livro mais influente do historiador suíço Jacob Burckhardt (1818-97) e referência obrigatória sobre um dos períodos capitais da história do Ocidente.

O autor explica a tumultuada política italiana entre os séculos XIV e XVI a partir da constatação de que os tiranos e déspotas que arrebataram o poder nos pequenos Estados da península, então divididos entre as influências antagônicas do Papado e do Sacro Império Romano-Germânico, passaram a conceber as estruturas estatais como “produto da reflexão, criações conscientes, embasadas em manifestos e bem calculados fundamentos” - isto é, à maneira das obras de arte projetadas por criadores geniais como Rafael Sanzio (1483-1520), Boticelli (c. 1445-1510) e Leonardo da Vinci (1452-1519), não raro contratados para embelezar os suntuosos palácios construídos por esses soberanos.

Segundo Burckhardt, os novos governantes da península, embora mais interessados em enriquecer, perpetuar-se no poder e eliminar - quase sempre com extrema violência - as forças de oposição, inspiraram-se nas realizações políticas dos antigos gregos e romanos e, aconselhados por intelectuais da estatura de Maquiavel (1469-1527) e Baldassare Castiglione (1478-1529), acabaram lançando as bases institucionais do Estado burocrático moderno.

Ensaios

Edições (1)

ver mais
O Estado como obra de arte

Similares

(8) ver mais
A Desobediência Civil
Máximas e reflexões
Reflexões ou Sentenças e Máximas Morais
O mal-estar na cultura

Resenhas para O Estado como obra de arte (0)

ver mais
É no verdadeiro sentido da palavra que esta obra carrega o título de um mero ensaio. Seu autor tem sufiecientemente claro em sua consciência a modéstia dos meios e forças com os quais se encarregou de tarefa tão extraordinariamente grande. Empreste esse livro na biblioteca pública. Livro disponível para empréstimo nas Bibliotecas Municipais de São Paulo. Basta reservar! De graça!... leia mais

Estatísticas

Desejam10
Trocam1
Avaliações 3.7 / 22
5
ranking 14
14%
4
ranking 45
45%
3
ranking 41
41%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

55%

45%

Juliana
cadastrou em:
20/02/2012 16:10:32
Jenifer
editou em:
12/09/2019 22:22:44