O Homem que era Quinta-feira

O Homem que era Quinta-feira G. K. Chesterton


Compartilhe


O Homem que era Quinta-feira





Chesterton, mais conhecido como "o príncipe do paradoxo", aborda a anarquia de uma forma muito peculiar em O Homem Que Era Quinta-Feira, todo o livro um paradoxo que nos deixa a reflectir. A história está cativante e interessante, escrita com uma linguagem simples e perceptível, o que ajuda imenso ao carácter do livro.


Gabriel Syme é um poeta amante da ordem e positivista; não percebe os poetas negativos e autodestrutivos, não percebe a anarquia, pois um anarquista não teria o que destruir se não fosse pela ordem que constrói o mundo. Gabriel Syme tem um segredo que o vai envolver no mundo que combate e renega, de tal forma que este perde noção do próprio mundo. Muito mais não posso desvendar, que o livro desde cedo que revela o enredo. Há que lê-lo, portanto.

Edições (2)

ver mais
O homem que foi quinta - feira
O Homem que era Quinta-feira
O Homem que era Quinta-feira

Similares


Resenhas para O Homem que era Quinta-feira (4)

ver mais
on 20/6/11


Um "conto de fadas" genial e didático sobre Deus, os homens que ouvem a voz Dele e os que fogem Dele (anarquistas e socialistas).... leia mais

Estatísticas

Desejam42
Trocam3
Avaliações 3.8 / 77
5
ranking 29
29%
4
ranking 34
34%
3
ranking 31
31%
2
ranking 5
5%
1
ranking 1
1%

58%

42%

Poeta Mórbido
cadastrou em:
17/11/2009 17:04:33