O Lago

O Lago Yasunari Kawabata


Compartilhe


O Lago





Traduzido diretamente do japonês, O lago conta a história do professor Ginpei, atingido pela peculiar obsessão por seguir as mulheres bonitas com que se depara nas ruas. Ele argumenta que, se não o fizesse, esses encontros fortuitos não passariam de episódios efêmeros. Será isso, no entanto, o que move o personagem? Ginpei tem um problema muito particular com o aspecto de seu corpo: seria esse outro fator inconsciente de sua insistente procura por beleza?



Contudo, não há inocência nas mulheres escolhidas. Enquanto o protagonista caminha angustiado atrás de uma aluna desafiadora ou de uma beldade que passeia lépida com seu cão, ou até quando, no encalço da amante de um velho rico, é golpeado com uma bolsa cheia de dinheiro, Kawabata não se furta a apresentar os inusitados sentimentos de suas vítimas, tornando a narrativa muitas vezes perturbadora. Essa perseguição de mulheres geralmente jovens ou muito jovens, levada às últimas consequências, conduz o personagem de volta a traumas remotos. O passado retorna, por vezes de forma alucinatória, e não permite trégua à sua mente confusa.



Movido por sentimentos de culpa e desejo, Ginpei é bem diferente dos outros personagens do Prêmio Nobel de 1968: o viés contemplativo se subverte em uma natureza épica e doentia. Errante e insólito, ele se esvai em delírios dostoievskianos enquanto se torna cada vez mais excluído socialmente. Torna-se o anti-herói na contramão de um Japão em plena recuperação pós-guerra e na euforia do milagre econômico que se anunciava.


Edições (1)

ver mais
O Lago

Similares

(12) ver mais
As Irmãs Makioka
A Gangue Escarlate de Asakusa
Neve de Primavera
A Casa das Belas Adormecidas

Resenhas para O Lago (1)

ver mais
Autor frustrado...
on 4/9/16


Tenho uma coleção de livros japoneses e orientais e posso afirmar até agora que a escrita japonesa é muito baseada em sentimentos de frustração, inveja (de qualquer bobagem, aliás). Pedofilia está sempre presente. Sempre pessoas malignas de alguma forma são retratadas em livros desse autor. Sinto que é autobiográfico. É o segundo livro de Kawabata que leio e os finais são sempre frustrante. Acreditaria se me dissessem que o autor faleceu antes de terminar a obra. Mas sei que não foi o... leia mais

Estatísticas

Desejam55
Trocam1
Avaliações 3.6 / 90
5
ranking 21
21%
4
ranking 34
34%
3
ranking 37
37%
2
ranking 6
6%
1
ranking 2
2%

42%

58%

Silvana (@delivroemlivro)
cadastrou em:
30/04/2010 11:49:03