O Maior Crime da Terra

O Maior Crime da Terra Décio Freitas


Compartilhe


O Maior Crime da Terra


O açougue humano da rua do arvoredo




Neste livro o historiador Décio Freitas trata a violência homicida não como um fait divers ou uma ocorrência policial, mas como a essência mesma da história, diferentemente da maior parte dos historiadores. Através de exaustiva pesquisa histórica, Décio Freitas faz a crônica dos crimes de José Ramos, um indivíduo encantador, apaixonado pela música lírica e pela poesia, que matou várias pessoas e usou sua carne para fabricar lingüiça. José Ramos adorava especialmente degolar suas vítimas, mas nisso não diferia da prática dos habitantes da província, em suas guerras e em suas revoluções, de degolar os adversários. Ainda hoje, segundo o historiador, quando não pode praticar o canibalismo no sentido literal, o homem o pratica no sentido metafórico, na competição e na luta pela vida. Este livro é uma crônica de horrores inauditos, mas também um convite à reflexão do homem sobre si mesmo.

Edições (1)

ver mais
O Maior Crime da Terra

Similares

(17) ver mais
O Matador
Cães da província
Rio antigo
Retrato de um Assassino

Resenhas para O Maior Crime da Terra (3)

ver mais
Livro dificil de encontrar
on 26/12/09


É um livro dificil de encontrar mesmo em sebos. O Professor Décio Freitas fez um excelente livro sobre o caso dos crimes da Rua do Arvoredo, revelando fatos históricos da época e sucitando os mistérios sobre o curioso sumiço dos processos que relatam mais detálhes sobre a famosa lingüiça feita pela carne das vítmas de Ramos e Catarina Palse. Curioso que estes processos só foram encontrados no arquivo nacional da Biblioteca do Rio de Janeiro. Diferente do romance de David Coimbra o... leia mais

Estatísticas

Desejam24
Trocam1
Avaliações 4.1 / 55
5
ranking 45
45%
4
ranking 24
24%
3
ranking 24
24%
2
ranking 5
5%
1
ranking 2
2%

36%

64%

æon
cadastrou em:
31/05/2009 17:27:08