O Mestre do Amor

O Mestre do Amor Augusto Cury


Compartilhe


O Mestre do Amor (Análise da Inteligência de Cristo #4)


Jesus, o maior exemplo de sabedoria, perseverança e compaixão




Este livro conta uma história de amor: amor pela vida, pela humanidade, por suas falhas e superações. Apenas uma pessoa foi capaz de levar esse sentimento às últimas conseqüências e, em nome dele, entregar-se à morte.

Em O Mestre do Amor, quarto livro da coleção Análise da Inteligência de Cristo, Augusto Cury investiga a paixão que Jesus nutria pelo ser humano. Com uma abordagem poética – embora baseada na ciência, na história e na psicologia –, o autor faz um estudo sobre as tocantes mensagens que Jesus deixou antes de morrer na cruz.

Em cada momento de dor, ele reforçava os laços com seu Pai. Sabia que o sofrimento fazia parte de seu destino e que precisava dele para completar sua missão.

Refletindo sobre as reações tão generosas de Jesus, descobrimos o quanto as nossas atitudes podem ser egoístas e superficiais. Com seu exemplo, percebemos nossa tendência a superdimensionar os problemas, deixando de ver as valiosas lições que eles nos trazem.

Jesus Cristo foi um homem como qualquer outro: sofreu, chorou e viveu momentos de extrema ansiedade. Apesar disso, foi perfeito na capacidade de perdoar, respeitar, compreender, ter misericórdia e dignidade. Mas, principalmente, foi brilhante na habilidade de amar, de ser líder do seu próprio mundo e de suas emoções.

O maior conhecedor da alma humana estava ciente de nossas fraquezas, mas acreditava na pureza de nosso coração. Pela força de sua inabalável fé em nós, Jesus tornou-se o personagem mais importante da história.

Autoajuda / Não-ficção / Psicologia / Religião e Espiritualidade

Edições (5)

ver mais
O Mestre do Amor
O Mestre do Amor
O Mestre do Amor
O Mestre do Amor

Similares

(5) ver mais
O Mestre dos Mestres
O Mestre Inesquecível
O Semeador de Ideias
O maior líder da história

Resenhas para O Mestre do Amor (36)

ver mais
Livro 27 em 2018 - O Mestre do Amor - Jesus, o maior exemplo de sabedoria, perseveran
on 23/5/20


“Os religiosos que julgaram Jesus acreditavam que estavam prestando culto a Deus. Por outro lado, os soldados que o crucificaram achavam que estavam prestando um serviço ao Império Romano. As atitudes de ambos eram aparentemente corretas, mas eles não tinham consciência de que elas eram controladas pelo sistema. Pensavam, mas sem liberdade, absolutamente condicionados. Seja livre para pensar. Procure questionar o fundamento das suas atitudes. Às vezes, com a intenção de agradar a Deus... leia mais

Estatísticas

Desejam145
Trocam63
Avaliações 4.2 / 1.330
5
ranking 52
52%
4
ranking 27
27%
3
ranking 15
15%
2
ranking 4
4%
1
ranking 1
1%

29%

71%

Andy
cadastrou em:
30/03/2009 22:24:45
Nanda
editou em:
14/01/2019 14:46:59