O mundo mais bonito que nossos corações sabem ser possível

O mundo mais bonito que nossos corações sabem ser possível Charles Eisenstein


Compartilhe


O mundo mais bonito que nossos corações sabem ser possível





“O mundo mais bonito que nossos corações sabem ser possível” é formado por 36 capítulos em que Eisenstein mostra como as atividades humanas são guiadas por histórias orientadoras e como, agora, a civilização moderna estaria deixando para trás o que chama de “História da Separação” para entrar na “História do Encontro”. Ao reconhecer que tudo está conectado — no terceiro capítulo, “Interser” —, ele argumenta que cada pessoa pode ser um agente mais efetivo de mudança e ter influência positiva no mundo, não importa quão aparentemente pequena e pessoal possa parecer sua ação.

Para o autor, a narrativa de separação, que guia a nossa cultura, tem gerado as presentes crises econômica, social, política e planetária. Ele convida o leitor a abraçar um entendimento radicalmente diferente de causa e efeito, soando um alarme para rever pressupostos mecanicistas e criar o mundo mais bonito que nossos corações sabem ser possível. Assim, a obra inspira e provoca reflexões que funcionam como um poderoso antídoto para o cinismo, a frustração, a paralisia e a opressão que muitos sentem na vida contemporânea.

Religião e Espiritualidade

Edições (1)

ver mais
O mundo mais bonito que nossos corações sabem ser possível

Similares

(4) ver mais
Sacred Economics
The Yoga of Eating
The more beautiful world our hearts know is possible
The Ascent of Humanity: Civilization and the Human Sense of Self

Estatísticas

Desejam3
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 2
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

17%

83%

Ana K.
cadastrou em:
14/11/2016 15:17:26