O Observador Literário

O Observador Literário Antonio Candido


Compartilhe


O Observador Literário





Análises mais tecnicamente configuradas são os artigos sobre Tomás Antônio Gonzaga, procurando deslocar a tradicional leitura biográfica de certo poema para o campo das influências literárias; ou sobre o soneto Sahara vitae, de Olavo Bilac, que serve inclusive para sugerir uma tipologia dessa forma poética; ou, ainda, sobre a presença da música na ficção, por meio da análise de pequenos trechos de Machado de Assis e Raul Pompéia. O artigo sobre T. S. Eliot procura mostrar de que maneira certas obsessões recorrentes em sua obra ajudam a compreender o poema The waste land. Outros artigos abordam o conjunto da obra de determinados autores, como o que procura caracterizar a arte de Stendhal. Outra obra comentada no todo é a de José Lins do Rego. Também a obra de Nietzsche é vista em conjunto, num artigo de 1946. Em 'O observador literário' aparece o interesse do autor por uma espécie de retrato, no qual procura caracterizar a personalidade de escritores, mas também de pessoas obscuras, marcadas por traços que as tornam significativas.

Edições (1)

ver mais
O Observador Literário

Similares

(4) ver mais
Conversa de livraria 1941 e 1948
As Cem Melhores Crônicas Brasileiras
Durante Aquele Estranho Chá
Antonio Candido 100 anos

Estatísticas

Desejam2
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 0 / 0
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

50%

50%

João gregorio
cadastrou em:
25/09/2017 01:11:36