O Prazer do Texto

O Prazer do Texto Roland Barthes


Compartilhe


O Prazer do Texto





Em um escrito caleidoscópico, quase um bloco de anotações, Barthes analisa o prazer sensual do texto para quem lê ou escreve.
"Quem suporta sem nenhuma vergonha a contradição? Ora, este contra-herói existe: é o leitor de texto; no momento em que se entrega a seu prazer. Então o velho mito bíblico se inverte, a confusão das línguas não é mais uma punição, o sujeito chega à fruição pela coabitação das linguagens, que trabalham lado a lado: o texto de prazer é Babel feliz".

Ensaios

Edições (1)

ver mais
O Prazer do Texto

Similares

(38) ver mais
A Literatura em Perigo
Mitologias
A Poética Clássica
Como e Por Que Ler os Clássicos Universais Desde Cedo

Estatísticas

Desejam8
Trocam1
Avaliações 3.3 / 27
5
ranking 19
19%
4
ranking 30
30%
3
ranking 26
26%
2
ranking 15
15%
1
ranking 11
11%

36%

64%

Thiago Lins
cadastrou em:
14/02/2012 10:54:27
Brenda
editou em:
11/07/2020 11:16:45