O Terror à Noite (tradução exclusiva) | O Violino | Morto ou Vivo

O Terror à Noite (tradução exclusiva) | O Violino | Morto ou Vivo Diego Quadros


Compartilhe


O Terror à Noite (tradução exclusiva) | O Violino | Morto ou Vivo





Esta é uma pequena coletânea de histórias de fantasmas, mas não exatamente de terror, como o título do conto de E. F. Benson (e, consequentemente, título deste e-book) sugere. As narrativas desta obra priorizam os conflitos psicológicos de seus personagens, em detrimento de uma atmosfera assustadora já tão recorrente nos relatos de aparições fantasmagóricas.

Em “O terror à noite”, dois amigos são atormentados por um estranho sentimento de apreensão que antecipa a ocorrência de um fenômeno paranormal e seu lúgubre significado.

Em "O violino", Rebeca começa a duvidar de sua sanidade mental quando coisas estranhas acontecem no seu apartamento, incluindo uma melodia fantasma que só ela consegue ouvir.

Por último, em "Morto ou vivo", um fantasma busca sua vingança ao lado de Pedro, um garoto que descobre sua sede por sangue após presenciar um evento sobrenatural.

OS AUTORES

E. F. BENSON

Edward Frederic Benson nasceu em 1867, na Inglaterra. Foi romancista, biógrafo, arqueólogo e contista. Começou sua carreira de escritor de romances com o então polêmico Dodo (1893), um sucesso instantâneo, seguido por uma variedade de sátiras e melodramas sobrenaturais.

Benson também era conhecido por escrever histórias de fantasmas carregadas de atmosfera e, às vezes, humorísticas ou satíricas, frequentemente publicadas em revistas de contos.

Seu conto The bus conductor, de 1906, uma narrativa sobre a premonição de um acidente fatal por parte de uma pessoa assombrada pelo motorista de um ônibus fúnebre, foi adaptado várias vezes, incluindo um episódio de 1961 da série Além da imaginação. O bordão da história (“Lugar para mais um”) tornou-se lendário, e aparece inclusive na canção Dead man’s party, da banda Oingo Boingo.

H. P. Lovecraft elogiou os trabalhos de Benson em seu ensaio “O horror sobrenatural em literatura”, mais precisamente no texto “O homem que foi longe demais”.

FABIOLA EICHENBRENNER

Paraguaia, Fabiola Eichenbrenner mora em Foz do Iguaçu. Descobriu o amor pelos livros na infância, mas só anos depois decidiu colocar no papel suas próprias histórias. Apaixonada por mitologia, arte e viagens. Foi premiada no Concurso de Arte y Cultura del BCP - Edición 2019 pela novela em espanhol Siete monstruos e participa em antologias de contos.

CAROL TREVELIN

Gaúcha e apaixonada por livros desde a infância, Carol Trevelin sempre quis mostrar sua escrita para o mundo. Em 2020, decidiu conciliar seu sonho de ser bióloga com seus primeiros passos no mundo literário, publicando o conto “Inferno” na plataforma Bilbbo, onde recebeu uma Conquista Literária que enfatizava o aspecto dramático de sua história.

Também teve contos aprovados para diversas antologias, incluindo títulos como Depois do fim; Terra do Nunca: a segunda estrela à direita; Mombe'Urã; Vampiros de Vera Cruz e A maldição da lua cheia. Suas inspirações variam entre séries, literatura fantástica e os simples fatos cotidianos. Carol acredita que boas histórias são capazes de mudar o mundo.

O TRADUTOR

Diego Quadros é ficcionista natural de Porto Alegre — RS.

Escreve contos, crônicas e roteiros de curta-metragem. É colaborador da Cartola Editora, exercendo as funções de assistente editorial, antologista e tradutor.

Possui contos publicados em diversas antologias.

FICÇÕES PULP! é um selo digital que tem por objetivo trazer ao Brasil obras em domínio público, inéditas ou pouco conhecidas, de autores clássicos da literatura fantástica internacional mediante traduções exclusivas, além de incentivar, através da publicação independente, autores brasileiros contemporâneos.

Contos

Edições (1)

ver mais
O Terror à Noite (tradução exclusiva) | O Violino | Morto ou Vivo

Similares


Resenhas para O Terror à Noite (tradução exclusiva) | O Violino | Morto ou Vivo (0)

ver mais
Ótima coletânea
on 8/3/21


Sou fã de contos de terror e histórias de fantasma entram nessa, claro. Gostei da pequena coletânea, o conto O terror à noite é uma história bem ambientada, achei leve (no sentido de não ter susto ou algo violento), e o final era bem previsível, mas não vi isso como um problema. Ainda fiquei curiosa para saber o que iria acontecer e gostei da escrita do E. F. Benson, autor que eu não conhecia. Por isso mesmo me interessei em ler. E também, como a coletânea possui mais dois contos de a... leia mais

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.8 / 5
5
ranking 80
80%
4
ranking 20
20%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

50%

50%

Diego.Quadros
cadastrou em:
10/01/2021 17:10:52
Diego.Quadros
editou em:
10/01/2021 17:12:24