Órfãos do Eldorado

Órfãos do Eldorado Milton Hatoum


Compartilhe


Órfãos do Eldorado





Com a novela Órfãos do Eldorado, na pele de personagens como Arminto e Dinaura, Florita e Estiliano, Milton Hatoum concentra - num relato de sonho e pesadelo, ambientado no final do ciclo seringueiro na Amazônia - a vasta matéria que vem explorando desde Relato de um certo Oriente, Dois irmãos e Cinzas do Norte.

Numa cidade à beira do rio Amazonas, um passante vem procurar abrigo à sombra de um jatobá e, incauto ou curioso, dispõe-se a ouvir um velho com fama de louco. É o que basta para Arminto Cordovil começar a contar a história de Órfãos do Eldorado: a história de seu próprio amor desesperado por Dinaura, mas também a crônica de uma família, de uma região e de toda uma época que, à base da seiva da seringueira, quis encarnar os sonhos seculares de um Eldorado amazônico.

Essa miragem mítica e histórica serve de pano de fundo a Órfãos do Eldorado e ao destino de Arminto Cordovil, dividido entre o amor pela moça misteriosa e as pretensões dinásticas do pai, Amando, armador enriquecido com a borracha. Na casa elegante em Manaus ou no palacete branco de Vila Bela, Amando nutre fantasias de proprietário e armador, que seu filho único teima em minar.

Entre esses extremos que mal se tocam, uma galeria notável de mulheres - Angelina, a mãe morta; Florita, o anjo da guarda morena; Estrela, a bela sefardita - e os homens - de Estiliano, o advogado grego, a Denísio Cão, o barqueiro infernal - que vivem na própria pele o fausto e os conflitos do ciclo da borracha nos anos que antecedem a Primeira Guerra Mundial. E, no centro de tudo, Dinaura, corpo estranho entre as órfãs das Carmelitas em Vila Bela, moça que parece filha do mato, lê romances, enfeitiça Arminto e sonha com a Cidade Encantada, a Eldorado submersa de que tanto se fala à beira do rio Amazonas.

Ficção / Literatura Brasileira

Edições (2)

ver mais
Órfãos do Eldorado
Órfãos do Eldorado

Similares

(9) ver mais
Dois irmãos
Relato de um certo Oriente
Cinzas do Norte
Um solitário à espreita

Resenhas para Órfãos do Eldorado (16)

ver mais
O regente da Água
on 6/3/14


Milton Hatoum é, sem favor algum, um dos mais talentosos escritores brasileiros da atualidade. "Dois Irmãos" e "Cinzas do Norte" são dois romances que reinventaram o segmento regionalista na literatura brasileira. "Órfãos do Eldorado" é uma novela (um conto longo que se esqueceu de ser conto ou um romance curto, repelido pelas convenções do catálogo literário). Hatoum continua as obras anteriores, se considerarmos que ele desvenda a vida e a história e os modos da região Norte, um ped... leia mais

Estatísticas

Desejam81
Trocam6
Avaliações 3.7 / 511
5
ranking 24
24%
4
ranking 36
36%
3
ranking 30
30%
2
ranking 9
9%
1
ranking 1
1%

34%

66%

rafaiel
cadastrou em:
16/01/2009 13:40:51
Alê | @alexandrejjr
editou em:
17/11/2021 16:57:16

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR