Os falsários de Hitler

Os falsários de Hitler Lawrence Malkin


Compartilhe


Os falsários de Hitler


O golpe secreto do 3º Reich para destruir a economia aliada




Duas semanas depois de iniciada a Segunda Guerra Mundial, em uma reunião que permaneceu secreta por mais de cinquenta anos, os principais espiões de Hitler e os administradores financeiros da Alemanha nazista aprovaram um audacioso plano para destruir a Inglaterra: falsificar milhões e milhões de libras inglesas, espalhá-las pelo Reino Unido e assim desestabilizar a economia britânica.
Os nazistas logo descobriram que não seria tão fácil. A falsificação das notas de libra, elaboradas segundo um complexo sistema de gravação e em um papel misteriosamente exclusivo, mostrou-se praticamente impossível. Frustrada com os fracassos iniciais, a SS encarregou desse plano secreto um meticuloso oficial de engenharia de nome Bernhard Krueger, que rapidamente recrutou para a proeza um grupo de tipógrafos e artífices de alta qualificação. Mas ainda faltava a peça decisiva: um falsário experiente, do mais alto calibre.
Uma breve pesquisa nos registros criminais confiscados revelou o homem certo para a tarefa: Salomon Smolianoff, imbatível em se tratando de fraudes. Antes da guerra ele fora preso várias vezes por grandes e pequenas contrafações. Era tão hábil que certa vez falsificou dinheiro na prisão usando uma chapa de gravação que escondera na sola do sapato. Krueger se convenceu de que com a ajuda de Smolianoff os inimigos do nazismo poderiam ser destruídos. Agora só faltava achá-lo.
A tarefa foi fácil: Smolianoff era judeu, estava em um campo de concentração e a duras penas ia escapando do extermínio, servindo como artista do acampamento.
Krueger, cuja missão se ampliara para incluir a falsificação de dólares norte-americanos, convocou o mestre falsário e um grupo de judeus para ajudarem os nazistas. Os prisioneiros sabiam que, se trabalhassem bem demais, os alemães obteriam sucesso - e eles provavelmente seriam mortos, junto com o conhecimento do plano secreto. Também sabiam que se agissem com excessiva lentidão seriam mandados para as câmaras de gás. Como se salvariam?
O que acontece a seguir daria excelente matéria para ficção, mas é tudo verdade.
À semelhança de "A lista de Schindler" e "Fugindo do inferno", Lawrence Malkin apresenta neste livro um emocionante relato de subterfúgios e coragem, um fascinante retrato de decepção e despertar moral. Produto de anos de investigações na Europa e nas Américas, "Os falsários de Hitler" é uma realização notável - e uma leitura eletrizante.

História / História Geral

Edições (1)

ver mais
Os falsários de Hitler

Similares

(21) ver mais
A lista de Schindler
La Liste de Schindler
Holocausto

Resenhas para Os falsários de Hitler (2)

ver mais
História interessante
on 19/5/20


A história é muito interessante e a pesquisa do autor foi vasta, mas achei sua escrita um pouco confusa.... leia mais

Estatísticas

Desejam15
Trocam2
Avaliações 3.6 / 29
5
ranking 17
17%
4
ranking 31
31%
3
ranking 41
41%
2
ranking 10
10%
1
ranking 0
0%

54%

46%

Romulo
editou em:
21/02/2017 17:48:17