Os Prazeres Da Solidão

Os Prazeres Da Solidão Stephanie Rosenbloom


Compartilhe


Os Prazeres Da Solidão





Lançado pelo Anfiteatro, o selo de ideias e debates da Editora Rocco, Os prazeres da solidão é um verdadeiro convite a uma viagem, por enquanto não tão solitária, a quatro grandes cidades – Paris, Istambul, Florença e Nova York - normalmente vistas pelos olhos de todo os tipos de turistas. Mas será que olhar uma cidade com olhos de turista é verdadeiramente vê-la? E mais do que vê-la, como sentir uma cidade através de todos os sentidos? Como degustá-la saboreando seus segredos escondidos? Como ouvi-la nas entrelinhas de sua história?

É através de pequenas reflexões sobre como viajar sozinho pode mudar a sua perspectiva sobre um local, desconhecido ou não, que Stephanie Rosenbloom nos propõe a desbravar não apenas mapas, mas crenças limitantes de que diversão e o máximo aproveitamento de qualquer experiência está atrelada ao fato de estarmos ou não acompanhados. Seu livro é um manual dividido por estações do ano (um charme à parte), com glossário, dicas e ferramentas, embasado por profissionais de diversas áreas e relacionado com artistas, músicos e autores de diversas épocas históricas, elementos estes que se misturam harmonicamente expandindo a experiência do viajante por entre suas páginas.

Rosenbloom, que há muito escreve sobre viagens para um dos maiores jornais de Nova York, percebeu que era uma pessoa diferente enquanto viajava. Seus dias tornavam-se leves e cheios de detalhes quando se via em lugares que podiam lhe oferecer novidades a cada virar de esquina. E porque não melhorar suas experiências com viagens de férias ou até mesmo em sua cidade natal? Foi o que motivou a autora a montar este “roteiro sem roteiro” e presentear o leitor com questionamentos modernos que talvez já tenham lhe ocorrido mas não tenham sido devidamente processados, como “Como você está passando o seu tempo? Olhando o Facebook? Enviando mensagens? Tuitando? Fazendo compras na internet? A lista de afazeres é interminável. Mas não o tempo.”.

Os prazeres da solidão vai te levar para uma viagem inesquecível sobre quem você é de verdade e como se encontrar consigo mesmo quando as distrações do mundo moderno insistirem em roubar o seu poder de decisão sobre como usar o seu tempo livre. Definitivamente a solidão não é algo que deva ser vista como sinônimo de tristeza ou fracasso. A solidão por opção é uma oportunidade de autoconhecimento e também crescimento pessoal. Nas páginas deste livro talvez se encontrem as chances perdidas de aproveitar pequenos momentos como sendo únicos e criar memórias como fotografias sensoriais, uma verdadeira aula de degustação do tempo.

Ficção / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Os Prazeres Da Solidão

Similares


Estatísticas

Desejam28
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 0 / 0
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

16%

84%

Rocco
cadastrou em:
13/08/2019 12:58:59
Pri Paiva
editou em:
14/08/2019 17:28:04
Pri Paiva
aprovou em:
14/08/2019 17:28:23