Os Rios Morrem de Sede

Os Rios Morrem de Sede Wander Piroli


Compartilhe


Os Rios Morrem de Sede





O menino Bumba está animado com o passeio do dia - irá pescar com o pai. Mais feliz do que ele, no entanto, é o próprio pai, que quer repetir com o filho exatamente o que fazia com seu pai, o avô de Bumba. Tudo deveria ser igual - as varas de pescar, o lanche da matula e até o trajeto de trem. Mas o pai se dá conta de que nada é como antes - nem a partida na estação, muito menos a paisagem, que já antecipa a decepção da chegada - por conta da poluição, não há mais mata, peixes ou mesmo rio. Mas é neste ambiente hostil que pai e filho se conectam afetivamente.

Infantojuvenil

Edições (3)

ver mais
Os Rios Morrem de Sede
Os Rios Morrem de Sede
Os Rios Morrem de Sede

Similares

(11) ver mais
O Matador
Cafundó da infância
Dinossauros Podem Ser Adestrados?
O Nascimento de Zeus

Resenhas para Os Rios Morrem de Sede (3)

ver mais
on 14/12/12


O livro faz uma crítica ao ser humano que tudo destrói, tudo polui. O livro aborda a ida de pai e filho ao um lago que está quase extinto mas que antes era belíssimo. O homem do livro é bem realista quanto ao futuro dos rios pela ação do ser humano.... leia mais

Estatísticas

Desejam6
Trocam4
Avaliações 3.4 / 82
5
ranking 25
25%
4
ranking 22
22%
3
ranking 28
28%
2
ranking 18
18%
1
ranking 7
7%

35%

65%

Valnikson
cadastrou em:
10/07/2016 18:44:16