Para a crítica da economia política

Para a crítica da economia política Karl Marx


Compartilhe


Para a crítica da economia política


Manuscrito de 1861-1863 (cadernos I a V). Terceiro capítulo - O capital em geral




Para a crítica da economia política: manuscrito 1861-1863 – cadernos de I a V, de Karl Marx, é importante por vários aspectos, primeiro porque se trata de um elo importante de duas obras: dos Grundrisse, redigido entre 1857 e 1858, e da publicação do primeiro caderno de O capital, em 1867. Em seguida se pode dizer que o Manuscrito, iniciado em 1861, foi uma tentativa de sistematização das categorias desvendadas em 1857 e culminou com a publicação de O capital, em 1867. Os cadernos I a V aqui publicados foi a primeira tentativa de abordagem sistemática do processo de produção de capital, ou seja, a transformação do dinheiro em capital. Marx enfrentou o que chamou de “a questão mais importante da economia política”, qual seja, a pesquisa sobre como o mais-valor se origina. Ele disse: “Na verdade trata-se da questão de como o dinheiro, uma quantia de valor em geral, se transforma em capital, ou então: como se origina o capital?” Além de ser a gênese mais precisa de várias categorias que compõem O capital, esta obra oferece elementos para a compreensão dos próprios procedimentos empregados por seu autor na redação. Em Marx, o processo de escrita também é método de investigação. Pela primeira vez, é possível contemplar o processo criativo marxiano, compreender as categorias que animam sua obra em sua origem.

Economia, Finanças / Política / Sociologia

Edições (1)

ver mais
Para a crítica da economia política

Similares

(2) ver mais
Grundrisse
Contribuição à Crítica da Economia Política

Estatísticas

Desejam2
Trocam1
Avaliações 3.0 / 1
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 100
100%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

78%

22%

João gregorio
cadastrou em:
05/05/2016 16:34:14
Francisco
editou em:
30/08/2018 03:51:53