Para Onde Vai o Amor?

Para Onde Vai o Amor? Fabrício Carpinejar


Compartilhe


Para Onde Vai o Amor?





O amor não é uma propriedade de quem sente, é uma transferência total para quem é amado Você que está vendo este livro com dúvida se precisa dele, você não precisa dele, precisa de si, vive caçando uma palavra que confirme o que deseja, está atrás de um escritor que possa lhe recomendar de volta para quem brigou, com capacidade de explicar o que sente e traduzir seus tormentos. Mas já sabe o que deseja, não há como convencer do contrário, os amigos mostraram que seu relacionamento não tem futuro. Não acredita neles, acredita somente no milagre. E como justificar um milagre, ainda mais para quem não tem mais fé? Eu entendo o que está passando: sua raiva, sua amargura, seu cinismo, seu desencanto. Percebeu que a razão não conforta, que a vingança ou o perdão não ressuscita a tranquilidade, que o fundo do poço nunca se equivale ao nosso fundo. Você parece normal, mas todo mundo deixa de ser normal quando se apaixona e se separa. Se sua expectativa é por uma solução, eu guardo apenas uma certeza que trará alívio mais adiante: você não vai desistir. Quando diz que acabou a relação, é que está procurando um outro jeito de recomeçar. Em seu novo livro de crônicas, Carpinejar apresenta 42 textos que sobre amor, desilusão amorosa, casamento, divórcio, saudade e outros sentimentos que compõem os relacionamentos. • Novo livro de crônicas do autor gaúcho. • Décimo sexto livro do autor publicado pela Bertrand Brasil — oitavo de crônicas.

Literatura Brasileira

Edições (1)

ver mais
Para Onde Vai o Amor?

Similares

(14) ver mais
Me Ajude A Chorar
Canalha!
Mulher Perdigueira
Faça Amor, Não Faça Jogo

Resenhas para Para Onde Vai o Amor? (62)

ver mais
on 17/8/20


Eu só queria exaltar aqui o quanto esse livro é lindo, sensível e tocante. Me vi nas histórias em muitos momentos, me emocionei em muitos deles e pensei muitas coisas. Hoje em dia sinto um descrédito tão grande quando se fala de amor, como se fosse algo superficial ou desnecessário, até mesmo desacreditado. Esse livro fez sentir o quanto um amor vale a pena, que mudar, aprender e repensar-se vale a pena. Amar não é pouco, ter um amor não é pouco e é bom lembrar disso.... leia mais

Estatísticas

Desejam357
Trocam6
Avaliações 4.0 / 803
5
ranking 39
39%
4
ranking 36
36%
3
ranking 17
17%
2
ranking 5
5%
1
ranking 3
3%

13%

87%

Ciça
cadastrou em:
24/04/2015 20:40:12
Daiane
editou em:
13/07/2017 01:26:57