Parábola para unicórnios

Parábola para unicórnios José Eduardo Degrazia


Compartilhe


Parábola para unicórnios





A principal matéria para a poesia de José Eduardo Degrazia é, sobretudo, a imaginação em um mundo de racionalidades. Parábola para Unicórnios, sabiamente, não quebra esta constante. Os versos, recheados de recursos visuais e sonoros, são não somente uma ode à arte e à poesia, mas à fantasia e o ato de sonhar. Para tanto, o premiado autor não hesita em se utilizar dos mais diversos temas para compor suas ideias, mas vale-se sobretudo da teologia, da matemática, da astrofísica, da filosofia, enfim, das ciências em geral. O poeta não coloca a Ciência e a Imaginação como opostas, mas como complementares no objetivo divino de atingir a magia da vida e das coisas. Afinal, “Os unicórnios não são contra a lei da gravidade,/ mas a desrespeitam quando em estado de poesia”. Parábola para Unicórnios é mais uma obra de profunda metafísica do experiente José Eduardo Degrazia e sua leitura é pura beleza. Esta edição conta com o prefácio de Jane Tutikian.

Poemas, poesias

Edições (1)

ver mais
Parábola para unicórnios

Similares


Estatísticas

Desejam2
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 1
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

100%

0%

Penalux
cadastrou em:
21/06/2019 11:29:34