Pariremos com Prazer

Pariremos com Prazer Casilda Rodrigáñez Bustos


Compartilhe


Pariremos com Prazer





Para desmitificar o “parirás com dor”, Rodrigáñez mergulha na história da repressãoo ao prazer feminino que se inicia precocemente na infância das meninas desde os primórdios da civilização. E é lá, nos primórdios, que temos registros de danças autoeróticas circulares de mulheres nuas e pinturas em cerâmicas que demonstram o quanto já tivemos pelves soltas e úteros masi elásticos, orgásticos, pouco antes de a civilização patriarcal transformar o sexo em tabu e a sexualidade feminina em Bruxaria - sexualidade esta que necessita ser atacada, reprimida com severidade, uma rigidez que afetou nossos úteros. Ela nos fornese outras imagens como ondas, peixes e polvos para resgatar uma narrativa positiva e poética sobre nossos corpos.

Não-ficção

Edições (2)

ver mais
Pariremos com Prazer
Pariremos con placer

Similares


Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.3 / 4
5
ranking 75
75%
4
ranking 0
0%
3
ranking 25
25%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

9%

91%

Flavia.Klippel
cadastrou em:
27/06/2020 23:41:22
Flavia.Klippel
editou em:
28/06/2020 00:00:42