Pessoas bacanas: Dez contos - MTS Agência de Autores

Pessoas bacanas: Dez contos - MTS Agência de Autores André de Leones...


Compartilhe


Pessoas bacanas: Dez contos - MTS Agência de Autores (Coleção Identidade)





Esta antologia reúne contos de dez autores da MTS Agência de Autores convidados a participar da Coleção Identidade:

PESSOAS BACANAS – de André de Leones: Um casal de irmãos aguarda a chegada da mãe. Em meio a tarefas cotidianas, corriqueiras, a ida ao mercado, a feitura de um almoço de boas-vindas, uma história maior se insinua. Neste conto as coisas não são ditas ou explicadas de todo, crescem na surdina. Sob a superfície, pelas rachaduras nesse chão familiar, uma série de eventos traumáticos e um emaranhado de ausências sentidas se insinuam.

FOTOGRAFIA – de Carlos Henrique Schroeder: Uma visita inesperada: o pai, depois de anos ausente, resolve visitar o filho e o neto no Rio de Janeiro. Quer também se hospedar no hotel em que conheceu sua falecida esposa. Nada disso cabe em uma fotografia. Neste conto a verdadeira história está por trás das imagens, criadas ao som da música homônima do maestro Tom Jobim.

A MÁQUINA – de Carol Rodrigues: Oranje é seu nome, Oranje se muda. No fundo do armário do novo apartamento, Oranje encontra um instrumento sem função.

RETORNO – de Estevão Azevedo: Numa cidade do interior, os diferentes tempos da vida de Sebastiana se conectam. Quando menina, ela desenvolve o amor por um menino que deixará marcas para toda a vida. A mãe ajuda Sebastiana a cuidar do filho nascido dessa relação. Já velhinha, Sebastiana observa pelas janelas as mudanças na rotina da cidade pacata, enquanto espera a oportunidade de resgatar o vestido amarelo e florido guardado para uma ocasião especial.

CLAREIRA – de Isabel Moustakas: Um casal em fuga. Enquanto avançam estrada afora e país adentro, sua vida pregressa se desvela paulatinamente para o leitor. Há a história de um crime escabroso, de uma violação reiterada e insuportável, mas também a história da reação a tudo isso. A estrada é o estágio final, o lugar em que a narrativa ganha seus contornos definitivos.

A CABEÇA DE GREG LOUGANIS – de Julia Dantas: Uma atleta paralisada pelo medo enfrenta o temor e o fascínio causados pela imagem de Greg Louganis, que sofreu um violento acidente ao saltar do trampolim nas Olimpíadas de 1988. Em meio à hesitação, ela mede o trauma e o peso da história, e precisará tomar uma decisão simples, mas definitiva, com potencial de mudar a sua vida para sempre.

PÊNDULO – de Luiza Mussnich: Uma mulher sai de casa para trabalhar em outra cidade. Durante o trajeto, ela relembra fatos e sensações do início de seu relacionamento. Cada vez mais, a mesmice e o movimento pendular vicioso que realiza com sua vida a sufoca e a convivência se deteriora. Nas ações mecânicas do dia a dia - do banho ao sexo - ela sente um desejo imenso de deixar de ser parte dessa engrenagem.

CHEIRO – de Marcelo Moutinho: Nove meses após a separação, um casal se reencontra em situação inusitada. É dia de trocar a guarda da filha. Ao passar no antigo apartamento para deixá-la com a ex-mulher, o homem pede para tomar um banho. A fralda da menina havia vazado no caminho e o compromisso posterior exigia um mínimo de asseio. O diálogo entre os dois, com curtas interferências da criança, vai desnudar antigas mágoas. E lembrar que a desforra por vezes é lenta, mas gradual.

ADMIRÁVEL MUNDO MONGA – de Samir Machado de Machado: Em 1986, durante uma greve de professores que fechou a escola, os irmãos Frederico e Daniel decidem juntar suas mesadas para visitar num parque de diversões e assistir ao espetáculo da transformação da Macaca Monga. Desconfiados de que há um truque por trás dos efeitos especiais, resolvem então se esconder nos bastidores.

FALTA – de Toni Marques: A história das férias de um filho de jogador de futebol, passadas numa cidade de veraneio. O menino vive com a mãe, sobre quem ele, ao fim da história, aprende algo que preferia não ter aprendido. Ao jogar bola na praia, enquanto a mãe se recusa a viver plenamente as férias com ele, o menino experimenta uma sensação de triunfo, para então descobrir o peso de ser filho de quem é.

Contos / Ficção

Edições (1)

ver mais
Pessoas bacanas: Dez contos - MTS Agência de Autores

Similares

(1) ver mais
Clareira: Conto Coleção Identidade

Resenhas para Pessoas bacanas: Dez contos - MTS Agência de Autores (1)

ver mais
Não muito marcante
on 28/2/19


"Pessoas bacanas" é uma coletânea de contos de autores da agência literária MTS Agência de Autores. Entre os nomes que assinam essa antologia, alguns são reconhecidos e mesmo premiados. O e-book foi publicado de forma independente na Amazon, e os contos podem ser lidos separadamente, assim como contos escritos por autores de outras agências literárias. Juntos, todos compõem a Coleção Identidade. Li "Pessoas bacanas" logo depois de "Selvageria", outro e-book dessa coleção. O que posso ... leia mais

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.8 / 18
5
ranking 17
17%
4
ranking 56
56%
3
ranking 28
28%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

39%

61%

Gabi Dallagnolli
cadastrou em:
17/12/2018 23:49:42