Poema Sujo

Poema Sujo Ferreira Gullar


Compartilhe


Poema Sujo


Dentro da Noite Veloz




"Uma experiência poética única", segundo o próprio Ferreira Gullar, Poema Sujo nasceu com uma força criativa tão poderosa capaz até de antecipar o fim do exílio do autor.
Na Buenos Aires de 1975, Gullar viveu meses devotado e consumido pelo desejo de registrar no papel lembranças, imagens, fragmentos de um passado, como se fizesse uma 'viagem' onírica, mas profundamente realista, marcada por dor e prazer. Hoje, vinte anos depois, o leitor vai saciar-se novamente com os versos 'sujos', mas absolutamente purificados de qualquer sentimento de censura. Sem maquiagem. Com máculas, mas sem maquiagem. Versos, reversos de um autor esfomeado pela busca da expressão. Ferreira Gullar 'mergulhou' em sua viagem de liberdade interior em pleno exílio e só dessa forma - deliberada, voraz - conseguiu criar um marco na poesia brasileira. Um verdadeiro manifesto que transcende o tempo, os limites e surpreende e emociona a cada nova leitura.

Literatura Brasileira / Poemas, poesias

Edições (10)

ver mais
Poema Sujo
Poema Sujo
Poema Sujo
Poema Sujo

Similares

(12) ver mais
Muitas Vozes
Poética
A Luta Corporal
Na vertigem do dia

Resenhas para Poema Sujo (21)

ver mais
on 26/2/11


Para mim, o livro é, antes de tudo, uma conversa sincera e solitária com o tempo. Ferreira nos brinda com uma poesia crua e belíssima. Ótimo para ler e reler a vida inteira!... leia mais

Vídeos Poema Sujo (1)

ver mais
Resenha #142 Poema Sujo, de Ferreira Gullar

Resenha #142 Poema Sujo, de Ferreira Gullar


Estatísticas

Desejam145
Trocam6
Avaliações 4.2 / 603
5
ranking 50
50%
4
ranking 30
30%
3
ranking 15
15%
2
ranking 4
4%
1
ranking 1
1%

43%

57%

Nick
cadastrou em:
05/06/2013 14:01:47