Por uma Europa democrática

Por uma Europa democrática Stéphanie Hennette...




Por uma Europa democrática





Durante a recente crise econômica e financeira europeia, foi criado um novo centro de poder: o “governo” da zona do euro. Caracterizado pela informalidade e pela falta de transparência, esse poder se desenvolveu no ponto cego dos controles políticos, numa espécie de buraco negro democrático. Como consequência, há uma indiferença generalizada a vozes dissonantes e a alertas emitidos por processos eleitorais que, de modo persistente, destacam a ascensão de um populismo de extrema direita.
Diante desse cenário, surge a necessidade urgente de aprimorar valores democráticos. Stéphanie Hennette, Thomas Piketty, Guillaume Sacriste e Antoine Vauchez propõem neste livro um tratado pela democratização da Europa, tendo como objetivo descartar a opacidade do atual governo em favor de uma instituição democraticamente eleita. Desenvolvido por uma equipe multidisciplinar de advogados, cientistas políticos e economistas, o projeto recomenda, sobretudo, a instauração de uma Assembleia Parlamentar: uma estrutura autônoma capaz de modificar o atual equilíbrio de poder e garantir, por fim, uma lógica de debate pública, plural e democrática que se sobreponha ao culto das diplomacias pouco transparentes.
Imperativo e informativo, Por uma Europa democrática é um apelo aos cidadãos para que assumam o controle do debate sobre a atual situação da União Europeia, um debate que, em última instância, influencia decisivamente as economias de todo o mundo.

Economia, Finanças / Literatura Estrangeira / Política

Edições (1)

ver mais
Por uma Europa democrática

Similares

(8) ver mais
O Capital no Século XXI
A Economia da Desigualdade
É possível salvar a Europa?
Às urnas, cidadãos!

Resenhas para Por uma Europa democrática (1)

ver mais
Uma curta obra que provoca profundas reflexões
on 21/10/17


Thomas Piketty muito provavelmente é o mais conhecido dos quatro autores que assinam a obra, que trata de um tema que, para muita gente, passa despercebido: a governança na zona do euro. Os autores chamam a atenção para o fato de haver um déficit democrático naquelas medidas trazidas à luz por alguns órgãos recentemente constituídos no seio da União Europeia: esses órgãos, alertam os autores, são compostos por indivíduos que formam um corpo para o qual não foram nomeados por critérios ... leia mais

Estatísticas

Desejam10
Trocam1
Avaliações 2.0 / 1
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 100
100%
1
ranking 0
0%

50%

50%

Carolyne.Goethe
cadastrou em:
12/09/2017 12:17:27
Beatriz Soares
editou em:
12/09/2017 16:31:43
Beatriz Soares
aprovou em:
12/09/2017 16:32:03