Prazer, Letícia

Prazer, Letícia Fabi Dias


Compartilhe


Prazer, Letícia





Uma jovem com os hormônios à flor da pele.
Um pai machista e severo.
Plena década de 90.

Letícia sempre foi curiosa em relação ao sexo. Sentia muito desejo, assim como os homens que tinham a liberdade de o sentir sem serem condenados por isso. Ela se incomodava com a forma servil como a mãe se submetia ao pai e questionava a forma diferenciada com que era tratada, só por ser menina.

Nenhuma família do bem e que preservava os bons costumes podia ter uma filha que sente tais desejos. Homens podiam trair, transar com quem quisessem, mas jamais as mulheres. A elas era negado o prazer, o desejo e a vontade. Letícia não queria ser uma delas e lutou por isso.

Com os hormônios à flor da pele e decidida a não entregar o seu hímen como um troféu a nenhum marido, a jovem deixou-se cair em tentação com alguns rapazes e o pai a castigou, deportando-a para a casa da tia, na capital, numa tentativa de esconder a vergonha dos amigos e vizinhos.

Será que vivenciar o próprio prazer é algo tão pecaminoso assim? Será que Letícia fez as escolhas certas? Quais as consequências disso? Acompanhe em Prazer, Letícia.

Erótico / Romance

Edições (1)

ver mais
Prazer, Letícia

Similares


Resenhas para Prazer, Letícia (1)

ver mais
Questões machistas e sociais em evidência
on 9/4/20


Através da história da Letícia vemos várias questões machistas e sociais que nos anos 90 eram "normais" e que ainda hoje podem ser vistas da mesma forma. O livro também traz várias referencias de músicas da época que fizeram recordar da minha infância e adolescência. Uma história gostosa de ler.... leia mais

Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.7 / 9
5
ranking 78
78%
4
ranking 22
22%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

100%

juliaiule
cadastrou em:
13/02/2020 20:44:32
juliaiule
editou em:
27/01/2021 09:42:27