Prosas Apatridas

Prosas Apatridas Julio Ramon Ribeyro


Compartilhe


Prosas Apatridas (Otra Língua)





Nascido em 1929,o peruano Julio Ramón Ribeyro notabilizou-se como mestre do conto e do relato inclassificável, discorrendo com agudo senso de observação e ironia sobre a vida cotidiana, os personagens citadinos e suas próprias obsessões, entre elas o cigarro. Estas Prosas apátridas reúnem fragmentos que oscilam entre anotações em um diário, aforismos e o ensaio filosófico, passeando por temas como literatura, infância e velhice, amor e sexo, memória e esquecimento, com sensibilidade, elegância e amargura ímpares. Mais um ícone da literatura latino-americana a chegar às prateleiras brasileiras pela coleção Otra Língua, organizada por Joca Reiners Terron.

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Prosas Apatridas

Similares

(18) ver mais
Os contos completos
O fim da história
Cantiga de Findar
O uruguaio

Resenhas para Prosas Apatridas (3)

ver mais
Minha avaliação: 4,7/5,0 - ÓTIMO (pequenos textos para serem lidos e relidos sempre c
on 18/7/20


Desconhecia completamente Julio Ramon Ribeyro (1929-1994), que escreveu esses duzentos pequenos (e primorosos) textos. Mês passado o leitor Ygor Gouvêa (aqui mesmo do Skoob, através de sua resenha para Só Para Fumantes, Cosac Naify, 2007) chamou minha atenção para a obra do autor peruano e decidi então ler Prosas Apátridas, citado depois por ele mesmo e outros leitores. Não me arrependi em momento algum, pelo contrário. Além dos ótimos textos, alguns com cinco linhas, outros tomand... leia mais

Estatísticas

Desejam61
Trocam2
Avaliações 4.1 / 38
5
ranking 42
42%
4
ranking 34
34%
3
ranking 18
18%
2
ranking 5
5%
1
ranking 0
0%

34%

66%

Rocco
cadastrou em:
05/04/2016 16:21:03
Pri Paiva
editou em:
08/04/2016 14:59:00
Pri Paiva
aprovou em:
08/04/2016 14:59:17

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR