Kamen Rider #01

Kamen Rider #01




Resenhas - Kamen Rider #01


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Igor Robson 26/12/2021

HENSHIN!
Como bom fã de Tokusatsu que sou, não poderia deixar de ter este mangá em mãos,e MEU DEUS QUE PERFEITO!!

É tão clássico e ao mesmo tempo a frente de seu tempo....amei muito!!!
comentários(0)comente



Claudinei 27/10/2021

O pai do Tokusatsu?
Que presente os fãs de Tokusatu receberam da editora New Pop, praticamente a obra do precursor do gênero, Shotaro Ishinomori, Kamen Rider de 1971 .
Aos saudosistas que tiveram o privilégio de poder acompanhar a programação da extinta TV Manchete com certeza se lembrarão das aventuras de Issamu Minami, que acredito eu, tenha sido o primeiro Kamen Rider (primeiro, pois tem muitos) apresentado ao público brasileiro, na luta contra o exército de monstros comandados por seu irmão Shadown Moon. Pois bem, aqui nessa edição vemos o primeiro Kamen Rider de todos, o jovem Takeshi Hongo, estudante de Biologia, que além de muito inteligente é também bem desenvolvido fisicamente, despertando assim o interesse de um grupo secreto conhecido como Shocker, que sequestra pessoas que atendam esses requisitos e as transformam em monstros a fim de criar um império que domine os demais humanos considerados inferiores por eles (bem típico da época), todavia os experimentos em Hongo não saem como esperado e assim eles praticamente criam um ciborgue que se torna a barreira entre eles e seus objetivos, eles acidentalmente criam o herói que irá lutar pela justiça e pelos oprimidos!
Takeshi com a ajuda de seu professor e posteriormente de seu mordomo combate os primeiros enviados pela Shocker para mata-lo, aqueles vilões clássicos de Tokusatsu, mutantes híbridos de humanos e animais que possuem as características desses seres como, Homem Aranha, Homem Morcego e Homem Cobra, o que garante ação do começo ao fim do mangá.
Escrito e desenhado pelo próprio Ishinomori o roteiro é simples, cheio de clichês característicos do gênero Tokusatu, cheio de frases heroicas e de efeito por parte do protagonista, a arte em determinados momentos lembra a do Osamu Tezuka, em outras a anatomia dos personagens está bem fora de esquadro, mas nada que tire o prazer da leitura, pelo contrário, o autor sabe usar bem os recursos de dar movimento e ação as cenas.
Já estou com os três volumes da série ansioso para continuar a leitura.
@Leitor1986


comentários(0)comente



Dan 04/07/2021

Será que dá multa ler mangá andando de moto?
Quem viveu a época de ouro da rede manchete, com certeza também foi marcado pela presença do tokusatsu na sua vida, eu por exemplo amo esse gênero do entretenimento japonês, e acompanhava sempre muito feliz os episódios do meu preferido que era Kamen Rider Black Rx, cara eu amava demais esse tokusatsu.



Depois de anos, e com maior acesso a internet descobri que não só existia vários Kamen Riders, como a franquia até hoje continua firme e forte no Japão, e agora ter em mãos esse mangá, não só me traz uma grande sensação de nostalgia, como uma grande felicidade.



Shotaro Ishinomori é um gênio, o cara faz no mangá dele que foi lançado nós anos 70 coisas que eu não vi fazerem até hoje, a sensação de movimento e rapidez aqui e tão grande que as vezes da a impressão que os desenhos estão se mechendo, é incrível, e eu nunca tinha sentido isso antes lendo um mangá.



O enrredo é simples, um jovem é sequestrado por uma organização maligna, que quer conquistar o mundo através da força, e vai usar ele para esse objetivo, mais antes desse plano maligno se realizar ele e salvo, e decide usar os fantásticos poderes que ganhou no experimento que fizeram com o seu corpo, para lutar contra a organização, assim surge o nosso herói, o Kamen Rider.



Eu gostei demais do mangá é acho que todo fã de tokusatsu também vai gostar não vejo a hora de conseguir as outras duas edições pra minha coleção.
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR