As Tiras de Domingo 1985 - 1995

As Tiras de Domingo 1985 - 1995



Resenhas - Calvin e Haroldo - As Tiras de Domingo 1985 - 1995


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Zelenski 03/01/2015

O espírito de Calvin e Haroldo
Nesta coleção mais recente que vem sendo lançada pela Conrad, essa é a segunda coletânea que chega às livrarias. Assim como a primeira, de comemoração dos dez anos da dupla, Calvin e Haroldo - As Tiras de Domingo não apenas traz as melhores história (no caso, as dominicais, maiores e mais desafiadoras), mas também ideias, pensamentos, críticas e satisfações do autor, deixando muito mais claro o porquê de cada detalhe.

Traz os originais e as obras finalizadas, que foram selecionadas para um exposição em 2001. Perfeito para quadrinistas e ilustradores, que buscam soluções criativas para o dia a dia da profissão.
comentários(0)comente



TamiresCipriano 10/06/2015

Amo Calvin e Haroldo
O que eu tenho a dizer? Eu amei, adorei, li e reli durante o dia, voltei a diversas tiras e voltei a rir e outras, a refletir.

Deparamos com estas tiras em diversos lugares, quem nunca ouviu falar de Calvin e seu tigre de pelúcia - mas vivo - Haroldo? Seja nos livros didáticos de português, jornais, compartilhamentos e até mesmo dos de filosofia, lá estão eles com divertidas histórias ora para nos fazer rir, refletir ou passar o tempo.

Como podem ver, o livro possui o lado colorido à direita e o sem cor do lado esquerdo, podemos ver detalhadamente nos coloridos ou não, fazermos as comparações e divertirmos epicamente com uma época antiga. Pessoalmente, amo as tiras de jornais, desde pequena eu vou direto a elas e depois parto para palavras cruzados ou jogos e em seguida, as notícias - fazer o quê se sou eterna criança?

Nem sabia que o autor expressa a si mesmo nas tiras, por exemplo, ele não era fã de comer e em diversas tirinhas vemos que Calvin também não. Ele também gosta muito de desenhar figuras espaciais ou dinossauros.

Temos diversas tiras de tudo quanto é forma, ele relata até mesmo o cubismo e os desenhos ficara fantásticos. Também diz em cada rodapé ao longo da leitura sobre enquadramento das tiras, as cores, tamanhos e efeitos que gostava de fazer e os difíceis. Na tira acima, o autor utilizou uma conversa mais longa, porém humorística.

Como eu disse, eles também são ótimos em questão de reflexão, nesta tira ele pensa sobre a razão, o certo ou errado e se algo faz sentido... vocês acham que algo faz sentido? E se nada fizer sentido?

Por fim, eu amo as tiras sem falas, acho elas enigmáticas e muitas vezes mais divertidas do que as com falas. O autor têm que ser ótimo em imaginação, ao mesmo tempo deve passar o que quer ao leitor rapidamente e também, deve ter um maior número de imagens para relatar.

Acho interessante o Calvin ser um menino e agir como um - mesmo em algumas tiras que ele parece ter "amadurecido" e falar como filósofo - e o Haroldo ser um gênio.

Eu adorei passar este tempo lendo as tiras, deu uma grande relaxada para próxima leitura e podem apostar que vale para qualquer idade. Encantem-se e passem tempo divertido com Calvin e Haroldo. Merecido as cinco estrelas e se tiverem oportunidade e gostarem, leiam.

Saibam mais no blog:

site: http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/2015/06/resenha-calvin-e-haroldo-as-tiras-de.html
comentários(0)comente



Emanuel 03/07/2015

Todo mundo sente falta de Calvin e Haroldo.
Antes mesmo de eu começar essa vida intensa de leituras, eu amava ler gibis, histórias em quadrinhos ou mesmo aquelas tirinhas de jornais. Sempre fui apaixonado por pegar aqueles jornais velhos em casa ou em alguma sala de espera e logo começar a procurar as tirinhas neles. Essa semana a Editora Conrad me surpreendeu com um exemplar desse livro e eu parei toda qualquer outra leitura, não só para ler este livro, mas para passar horas apreciando as tirinhas de Calvin e Haroldo que não só trazem um contexto tão atual, mas que também me permitem divagar por aquele tempo que já passou — até porque esses dois personagens são aqueles mais vistos e procurados por mim naquela época.

Este livro não é um gibi então não espere encontrar uma história com começo, meio e fim porque você não encontrará isso. E é aí que Bill diferencia tanto Calvin e Haroldo dos demais: o poder de reflexão — ás vezes até um pouco complexa — sobre determinadas situações que na maior parte do tempo são cotidianas, mas que são levadas até nós em uma linguagem tão simples, engraçada e singular.

Este livro traz pouco mais de cinquenta tiras que nos confrontam sobre diversos assuntos como a repetição — a mesmice ou também rotina, como queira chamar— dos nossos dias, a falta de "aventura" no nosso dia-a-dia, qual o real valor da guerra, feminismo versus machismo, o tempo, relações familiares, etc. E sabe o que há de melhor em tudo isso? Por mais que a maioria dessas tiras tenham cunho reflexivo, é ótimo saber que algumas o autor simplesmente criou uma situação engraçada porque sabia o valor de um sorriso.

A edição da Editora Conrad é excelente! Nas primeiras páginas podemos conhecer um pouco mais do trabalho do Bill Watterson e logo depois somos presenteados com diversas tiras dele, esperando para serem apreciadas. As tiras são referentes ao período de 1985 até o ano de 1995, então as tiras estão sempre em preto e branco — seu original — do lado esquerdo e no lado direito a mesma tira em sua versão colorida. Além disso, no rodapé ochargista fala um pouco sobre a época em que escreveu aquela determinada tira, um pouco sobre como foi a experiência de escrevê-la, quais as críticas implantadas nelas, etc. O formato do livro foge do convencional, sendo apresentado na horizontal ao invés de verticalmente — como estamos acostumados. A capa é feita de um papel cartão bastante resistente, não possui abas, as folhas são brancas e bastante grossas e não foram encontrados erros na revisão.

Enquanto você pode pensar que este livro é voltado para um público mais infantil ou juvenil devido a ser "apenas" tiras, também temos toda uma reflexão por trás de todos os quadrinhos, cativando então leitores de todos os tipos e idades. Se você leu apenas algumas tiras em uma jornal qualquer, está mais do que na hora de você se aprofundar na arte de Bill Watterson e encantar-se por cada traço e a crítica implícita nelas.

site: http://eomundoterminouemlivros.blogspot.com.br/2015/05/calvin-e-haroldo-as-tiras-de-domingo.html
comentários(0)comente



Leila 09/09/2015

Para todas as idades!
Sempre gostei muito de quadrinhos. Quando criança, adorava ler gibis e os quadrinhos publicados nos jornais. Adoro as tirinhas de Calvin e Haroldo até hoje!

O livro é uma viagem ao passado. No começo, há um breve relato do cartunista. O autor conta que as tiras de domingo eram maiores e mais coloridas, por isso davam mais trabalho. É muito interessante saber como era o processo criativo e produtivo naquele tempo (todo manual). Além de ter as ideias para as tirinhas, o autor tinha que criar os desenhos e se preocupar com a combinação das cores. Hoje em dia, tudo é feito em programas de computador.

Na segunda parte do livro, o leitor pode se deliciar com as tiras de Calvin e Haroldo, selecionadas pelo autor. As tiras ocupam a página inteira e são coloridas! Na página do lado esquerdo está o esboço em preto e branco e na página da direita a tira colorida. Abaixo das tiras podemos ler as explicações e observações do autor, que são bem interessantes. Ele fala sobre como pensou em cada tira, o processo de produção e a mensagem que tentou transmitir.

Na minha opinião, as histórias de Calvin e Haroldo são destinadas a todas as idades. Algumas vezes, são abordados temas bem profundos, que nos fazem pensar. Mas, na maioria das vezes, as tiras são muito engraçadas. Recomendo a leitura para todos que curtem quadrinhos e, principalmente, para quem gosta de Calvin e Haroldo.

Resenha publicada no blog Meus Livros e Sonhos:

site: www.meuslivrosesonhos.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Lea 10/09/2015

Um retorno ao passado
Sempre gostei muito de quadrinhos. Quando criança, adorava ler gibis e os quadrinhos publicados nos jornais. Adoro as tirinhas de Calvin e Haroldo até hoje!

O livro é uma viagem ao passado. No começo, há um breve relato do cartunista. O autor conta que as tiras de domingo eram maiores e mais coloridas, por isso davam mais trabalho. É muito interessante saber como era o processo criativo e produtivo naquele tempo (todo manual). Além de ter as ideias para as tirinhas, o autor tinha que criar os desenhos e se preocupar com a combinação das cores. Hoje em dia, tudo é feito em programas de computador.

Na segunda parte do livro, o leitor pode se deliciar com as tiras de Calvin e Haroldo, selecionadas pelo autor. As tiras ocupam a página inteira e são coloridas! Na página do lado esquerdo está o esboço em preto e branco e na página da direita a tira colorida. Abaixo das tiras podemos ler as explicações e observações do autor, que são bem interessantes. Ele fala sobre como pensou em cada tira, o processo de produção e a mensagem que tentou transmitir.

Na minha opinião, as histórias de Calvin e Haroldo são destinadas a todas as idades. Algumas vezes, são abordados temas bem profundos, que nos fazem pensar. Mas, na maioria das vezes, as tiras são muito engraçadas. Recomendo a leitura para todos que curtem quadrinhos e, principalmente, para quem gosta de Calvin e Haroldo.

Resenha publicada no blog Meus Livros e Sonhos

site: www.meuslivrosesonhos.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Fernanda 05/11/2015

Resenha: Calvin e Haroldo - As tiras de domingo 1985 1995
CONFIRA A RESENHA NO BLOG:

site: http://www.segredosemlivros.com/2015/11/resenha-calvin-e-haroldo-as-tiras-de.html
SERGIO 05/11/2015minha estante
Impossível não gostar dessa duplinha, da Susie e todos que compõe esse universo.




Luan | @estudou 29/12/2015

CALVIN E HAROLDO // ENTREUTOPIAS.COM
O título do seu livro é "Calvin e Haroldo - As tiras de Domingo (1985-1995)", e você, que está lendo essa resenha, deve ter visto algumas tiras desses dois personagens por aí, em alguma prova, alguma rede social, ou até mesmo na sua rua, não é verdade? Sim, obrigado, eu sei das coisas hihihi.

Pois bem, assim que eu recebi esse livro pela Editora Conrad eu simplesmente fiquei encantado com tanto charme nessa edição! Sabe aquelas coleções das tirinhas deles que vendem em lojas pela internet? EU SOU TOTALMENTE LOUCO POR ELAS, e aí essa coisa MARAVILHOSA chega aqui em casa e eu tive meus leves surtos (como sempre) e nossa, nem durou menos que uma hora pra eu já sentir saudades do Calvin e do seu companheiro de aventuras, Haroldo.

No início da leitura temos um prefácio escrito por Lucy Shelton em 2001 (e eu tinha nascido, quanto tempo senhor), e em destaque temos: “Todo mundo sente falta de Calvin e Haroldo”, e ela me ganhou só em escrever essa frase, pois faz bastante tempo que conheço esses dois, e nas minhas provas de interpretação sempre caía algumas tiras totalmente filosóficas, críticas e reflexivas.


E o que mais gostei foi que o próprio Bill demonstra um pouco de como foi trazer suas criações para jornais e naquela época foi totalmente difícil ter seu trabalho valorizado, e ah, não posso esquecer que temos partes dos jornais (em preto e branco) e parte para a obra (colorida), o autor também faz alguns comentários a respeito da tirinha e como foi o processo para ter toda a criatividade em cria-lá.

+ leia mais em:

site: http://www.entreutopias.com/2015/12/calvin-e-haroldo-as-tiras-de-domingo_15.html
comentários(0)comente



Bruno Cordeiro 13/02/2021

Ler quadrinhos é quase sempre uma ótima experiência pra mim, ainda mais com Calvin e Haroldo que eu sempre gostei. As notas do autor e os originais de cada tirinha aumentam a riqueza do conteúdo e nos dão uma perspectiva nova, como se fosse o olhar do criador a nos apontar detalhes que não percebemos quando estamos apenas lendo, mas mesmo assim a fluidez e leveza é algo que apenas Calvin e Haroldo pode oferecer. Sem dúvida se trata de tiras mais nobres por serem as tirinhas de domingo e Watterson nos traz com maestria seu trabalho sem perder a essência de sua obra, o resultado é encantador (como sempre) e digno de um espaço nobre mesmo.
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8