A Saga do Tio Patinhas

A Saga do Tio Patinhas



Resenhas - A Saga do Tio Patinhas


5 encontrados | exibindo 1 a 5


Alejandro Guevara 06/02/2016

Uma Obra Prima
Obra prima de Don Rosa, que buscou inspiração nas histórias clássicas de Carl Barks, em "A Saga do Tio Patinhas" podemos acompanhar a evolução do personagem e a complexidade da sua personalidade, mais além do estereótipo do avarento e insensível pato que só pensa em dinheiro. Tio Patinhas é o arquétipo do "self-made man", o homem que constrói a sua própria fortuna. No entanto na história não se deixa de mostrar os piores lados dessa maneira de ver a vida. Também é muito importante o papel da família, afinal Patinhas não poderia ser o mesmo sem seu sobrinho Donald e os meninos: Huguinho, Zezinho e Luizinho. Os sobrinhos-netos sempre estão dispostos a participar das aventuras que a ambição do velho pato sempre lhes proporciona (não se pode dizer o mesmo de Donald kkk), mas quem compreende o personagem percebe que essa busca não é só por riquezas. Eu realmente recomendo esta obra prima!
comentários(0)comente



Guilherme Amaro 26/12/2017

A Saga do Tio Patinhas - o que fez ele sair de um jovem sonhador que busca riqueza ao um velho pão duro e sovina
Esse espetacular HQ reúnem as melhores histórias do pato mais pão duro do mundo, ganhador do prémio Eisner Award.
Nessa obra prima temos o mestre Don Rosa quadrinista da Disney discípulo e herdeiro de Carl Barks.
Edição especial da editora Abril de capa dura, contém 12 episódios, seis capítulos extras, ilustrações das capas originais, textos explicativos, árvore genealógica (patológica).
A biografia e jornada do passado do Tio Patinhas, sua infância desde quando ele tinha 10 anos, o que fez ele sair de um jovem sonhador que busca riqueza ao um velho pão duro e sovina até o pato milionário que nada em dinheiro na sua caixa forte em Patopolis, sempre lutando contra seus rivais ( Os Metralhas, Patacôncio e MacMônei), aquisição da sua lendária moeda (amuleto) número um no valor de 10 centavos dólar americano, fonte de inspiração para o império financeiro Patinhas; seu primeiro trabalho como engraxate de sapato e com isso é prejudicado por uma trapaça que marca sua vida , com direito a máquina do tempo retratando o envolvimento da Maga Patológica com a moeda; castelo medieval do clã dos escoceses da família Mac Patinhas; uma verdadeira aula da história dos Estados Unidos corrida do ouro do velho oeste ( sua paixão Dora) , garimpeiros, cowboys, navegações a vapor pelo rio Mississípi, depressão financeira dos anos 30.
Aventuras nas regiões mais distantes e hostis do planeta em busca de tesouros perdidos, até as histórias mais atuais com Donald e seus sobrinhos.
Os patos nos remetem a atitudes humanas, com todos os relacionamentos desafios enfrentados pela vida.

"Não acredite no jeito mais fácil, mas no esforço do trabalho! O sucesso vem ao homem que não tem medo do perigo ou do trabalho e que, no final ganharão o prêmio maior."
pg 356
comentários(0)comente



Marcela 18/10/2016

Um gibi aparentemente despretensioso, mas engana. A Saga do Tio Patinhas é cheio de lições de vida. Mostra de maneira sutil (infantil) situações que retratam muito bem que o céu é o limite, onde basta você se esforçar e trabalhar MUITO para atingir seus objetivos. Lembrando Sempre de poupar :)
comentários(0)comente



Marieliton 09/02/2018

Uma biografia sobre Tio Patinhas, o "Forest Gump" dos gibis
Quem conhece o pão-duro e ranzinza Tio Patinhas, seja das páginas dos gibis da Disney ou das aventuras no desenho Ducktales, sabe que ele pode ser chato como for, mas mesmo assim consegue ser um personagem cativante e legal. E uma das maiores curiosidades a respeito dele era saber como diabos ele se tornou o pato mais rico do mundo. A resposta pra essa dúvida está nesse EXCELENTE gibi.

Primeiramente, não se deixe enganar pensando que “ah, hq da Disney é só pra criancinhas. Só tem histórias bobinhas e tal”, digo que está redondamente enganado, caro leitor. Apesar de termos mais contato com quadrinhos da Disney na infância, isso não significa que todas as histórias daqueles personagens sejam bobas. Claro, que o humor é a tônica das histórias, mas é possível encontrar muita ação bacana e drama (sim, drama) no meio das aventuras. E A Saga do Tio Patinhas não deve em nada pra uma graphic novel classuda.

Nesse quadrinho Don Rosa conta a trajetória de Tio Patinhas desde a sua infância, quando ganhou a famosa moeda número um, até ele se firmar como o pato mais rico (e reclamão) do mundo. Usando fatos soltos contados por Carl Barks, criador do Tio Patinhas, Don Rosa cria uma história amarrando toda a trajetória da vida de Buck Mc Patinhas fazendo, de certa forma, a biografia do pato.

Fiquei muito impressionado em saber como que o Tio Patinhas fez por merecer a riqueza dele. Ele só não teve mais empregos do que o Seu Madruga, mas chegou perto. O pato era desenrolado pra burro e ralou bastante pra poder encher aquele caixa forte dele em Patópolis.

Como se eu já não tivesse impressionado com qualidade da história, ao ler os extras do encadernado fiquei ainda mais boquiaberto em saber como que cada capítulo foi elaborado pra não haver furos em relação ao que Carl Barks já havia mostrado. Sem falar nas participações de personalidades reais que de fato haviam estado no lugar em que a história se passa. É um quadrinho ficcional? É. Mas é mó dahora ver essa preocupação do autor em encaixar esse tipo de coisa dentro da história.

Não se deixe enganar pensando que esse quadrinho é bobo/infantil. Isso aqui é uma obra prima e não é à toa que recebeu um Eisner. Leitura recomendadíssima.
comentários(0)comente



Naomi 02/04/2019

Perfeito.
É espetacular! Me prendeu do início ao fim e me fez apaixonar pela personagem.
comentários(0)comente



5 encontrados | exibindo 1 a 5