Badida

Badida



Resenhas - Badida


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Camila(Aetria) 24/08/2018

Badida
Essa é mais uma resenha do resultado das aquisições do FIQ 2018! Começamos com Crônicas de Chordata, da Débora Kamogawa, na semana passada, já passamos por Me leve quando sair, da Jéssica Groke e agora chegamos a Badida, de Aldo Solano e Camilo Solano!

Toda cidade pequena tem seus Badidas, aquelas pessoas que são quase lendas urbanas, que rompem com o cotidiano das cidades e trazem individualidade.

Muitas vezes os Badidas não seguem o status quo também. haha E são origens do puro caos. Como é o caso dessa história.

Você a lê super rapidinho, mas quando chega no final é como se conseguisse ver São Manuel, o Badida e cada uma das pessoas envolvidas, como se conhecesse tudo há muito tempo. Como alguém que cresceu em cidades do interior, pra mim não é uma história muito longe das realidades que já conheci, mas justo por essa individualidade que um Badida traz na rotina, é diferente e tem sua cara.

Lembrei inclusive de uma visita que fiz a Paraibuna há uns anos, fui ao centro cultural pra um sarau lindeza demais, e quando fui ler essa hq me veio instantaneamente a imagem de um senhorzinho que estava por lá no dia vendo os bonecos gigantes que seriam usados no Carnaval. Ele era um Badida, com sua coragem pra falar o que viesse à mente e personalidade que sem intenção acabou me marcando. 🙂

Foi uma leitura lindeza demais e me deixou com muita vontade de ler Semilunar do Camilo Solano (aliás, o autógrafo é justamente do Badida e da protagonista de Semilunar HAHAHAH)

Também fiquei curiosa pra ter mais causos mirabolantes de alguém tão autêntico (alô alô, continuações possíveis! Principalmente considerando que está escrito volume 1 ali. HAHHA).

site: http://www.castelodecartas.com.br/2018/08/24/badida-ogs-169-fiq-2018/
comentários(0)comente



Cilmara 28/05/2017

Badida não é qualquer um!
Sobre a essência de uma cidade, Badida não é um só mais uma habitante no turbilhão de "mudanças" que ocorre na região, ele é autêntico, fiel a sua maneira de ser.
Chega a ser cômico, mas não é, e é sim natural, pessoas que prevalecem na nossa memória.
Achei uma baita historinha divertida!
#ficaadica?
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2