Quem matou Roland Barthes?

Quem matou Roland Barthes? Laurent Binet


Compartilhe


Quem matou Roland Barthes?





"Após vencer o Prêmio Goncourt com seu primeiro romance, HHhH, Laurent Binet volta a transitar pela fronteira entre ficção e realidade numa engenhosa e bem-humorada mescla de thriller histórico e farsa filosófica. A premissa é simples: e se o atropelamento que matou o crítico e semiólogo francês Roland Barthes não tivesse sido um acidente, mas sim um crime? E se o autor de Fragmentos de um discurso amoroso tivesse sido vítima de uma conspiração por estar de posse de um manuscrito contendo a sétima função da linguagem, última parte da teoria do linguista Roman Jakobson nunca revelada, capaz de convencer qualquer um de qualquer coisa? Nos meios intelectuais e políticos da Paris de então, em que transitam personagens como Foucault, Derrida, Deleuze, Althusser e Guattari, qualquer um pode ser o culpado."

Ficção / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Quem matou Roland Barthes?

Similares

(6) ver mais
A Cura de Schopenhauer
Quando Nietzsche Chorou
Quando Nietzsche Chorou
Capote no Kansas

Resenhas para Quem matou Roland Barthes? (1)

ver mais
Um olhar irreverente lançado a uma geração de pensadores
on 19/12/16


O último lugar em que eu esperava reencontrar Barthes, Foucault, Althusser, Deleuze e Todorov era num romance policial. "Quem matou Roland Barthes?" (Companhia das Letras, 408 páginas), lançado em 2015, ano em que se comemorou o centenário do nascimento do importante crítico literário francês, veio me lembrar que essa gente não apenas existiu, mas conviveu e circulou pelos mesmos meios entre os anos 1970-1980. Ao mesmo tempo thriller, homenagem e sátira, o romance de Laurent Binet ... leia mais

Estatísticas

Desejam76
Trocam1
Avaliações 4.0 / 36
5
ranking 33
33%
4
ranking 47
47%
3
ranking 14
14%
2
ranking 6
6%
1
ranking 0
0%

37%

63%

Daiane
cadastrou em:
12/10/2016 14:56:24
André
editou em:
05/05/2019 18:20:23