Quem me roubou de mim?

Quem me roubou de mim? Pe. Fábio de Melo...


Compartilhe


Quem me roubou de mim?


Edição comemorativa de dez anos da publicação original




Em Quem me roubou de mim? Padre Fábio de Melo aborda uma violência sutil que aflige muitas pessoas – o sequestro da subjetividade. Essa expressão refere-se à privação que sofremos de nós mesmos quando estabelecemos com alguém, nas palavras do próprio autor, “um vínculo que mina nossa capacidade de ser quem somos, de pensar por nós mesmos, de exercer nossa autonomia, de tomar decisões e exercer nossa liberdade de escolha”. Uma vez sequestrados, perdemos a capacidade de sonhar, ficamos impossibilitados de viver as realizações para as quais fomos feitos e não temos com quem reclamar. Precisamos, portanto, estar sempre atentos para que isso não nos aconteça pois, como escreve Padre Fábio: “Nenhuma relação humana está privada de se transformar em roubo, perda de identidade, ainda que as pessoas nos pareçam bem-intencionadas. Um só descuido e as relações podem evoluir para essa violência silenciosa. Basta que as pessoas se percam de seus referenciais, [...] que confundam o amor com posse, que abram mão de suas identidades, e que se ausentem de si mesmas”.

Autoajuda

Edições (1)

ver mais
Quem me roubou de mim?

Similares

(1) ver mais
Quem Me Roubou de Mim?

Resenhas para Quem me roubou de mim? (10)

ver mais
on 17/4/21


Do Padre Fabio de Melo, que presente nesse momento de pandemia! Vejo como ?leitura obrigatória? para todos, acabamos roubando e sendo roubados de nós mesmos nos nossos relacionamentos interpessoais. É reflexão pura!... leia mais

Estatísticas

Desejam19
Trocam1
Avaliações 4.3 / 125
5
ranking 63
63%
4
ranking 30
30%
3
ranking 6
6%
2
ranking 1
1%
1
ranking 1
1%

8%

92%

João gregorio
cadastrou em:
17/11/2018 11:24:08
Alana
editou em:
03/01/2019 22:45:30

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR