Rastros de Dor

Rastros de Dor Roque Jacintho


Compartilhe


Rastros de Dor





"Século XVI (Espanha): os desvarios de Joana, a Rainha Louca; o sofrimento na casa dos Castilhos, com a trágica morte de Dom Fernando; o drama de Domingues, o curandeiro cristão, condenado injustamente pelo Tribunal da Inquisição; a traição e as maldades de um clérigo sedento de riqueza e poder...

Século XVIII (Espiritualidade): a difícil luta pelo refazimento; o auxílio aos que se encontravam perdidos nos abismos, vítimas de si mesmos, sofrendo nas Cavernas da Dor; o reencontro entre os personagens, um compromisso assumido...

Século XX (Brasil): em novo corpo; com incompreendidos e estranhos pressentimentos; lado a lado, vítimas e algozes tentando transpor as barreiras do infortúnio e da dor, para restabelecerem o equilíbrio; com o auxílio daqueles que muito os amam!

Somente o trabalho no bem possui a força de nos transformar, fortalecendo os vínculos com os que se empenham em nosso auxílio."

Religião e Espiritualidade

Edições (1)

ver mais
Rastros de Dor

Similares


Resenhas para Rastros de Dor (4)

ver mais
Rastros de Dor

Nosso personagem principal é Manolo, filho de Dom Fernando Castilho. Manolo é um personagem ambicioso que almeja a morte do próprio pai para receber logo sua herança. Para isso se alia ao Padre Damião, um homem ganancioso cujo coração estar cheio de maldades. Domingues é o jardineiro da família, tem fama de curandeiro e por isso é acusado de matar o pai de Manolo. O jardineiro foi levado então para o Tribunal da Inquisição e lá encontra Joana, a Rainha que foi taxada como "louca"... leia mais

Estatísticas

Desejam2
Trocam2
Avaliações 3.7 / 12
5
ranking 33
33%
4
ranking 33
33%
3
ranking 17
17%
2
ranking 8
8%
1
ranking 8
8%

4%

96%

João gregorio
cadastrou em:
31/07/2016 23:03:31
Erika
editou em:
14/10/2018 14:10:46