Razão e Sensibilidade

Razão e Sensibilidade Jane Austen


Compartilhe


Razão e Sensibilidade





Elinor, a filha mais velha, tinha uma capacidade de compreensão e uma serenidade de julgamento que a qualificavam, embora tivesse apenas 19 anos, a ser a conselheira da mãe. Possuía um coração excelente, era afetuosa e seus sentimentos eram fortes, mas sabia como governá-los: era um conhecimento que a mãe ainda não havia aprendido e que uma das irmãs tinha resolvido nunca aprender. As habilidades de Marianne eram, em muitos aspectos, bastante iguais às de Elinor. Ela era sensata e inteligente, mas ansiosa em tudo: seus sofrimentos e suas alegrias não tinham moderação. Ela era generosa, amável, interessante: era tudo, menos prudente.

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance

Edições (31)

ver mais
Razão e Sensibilidade
Razão e Sensibilidade
Razão e Sensibilidade
Razão e Sensibilidade

Similares

(19) ver mais
Orgulho e Preconceito
Grandes Obras de Jane Austen
O Morro dos Ventos Uivantes
Mansfield Park

Resenhas para Razão e Sensibilidade (300)

ver mais
Olhar irônico e sensível sobre a sociedade do século XIX
on 21/3/10


Jane Austen é considerada uma das personalidades literárias mais influentes da Inglaterra, só perde para William Shakespeare. Também é uma das precursoras do romance feminino no século XIX e suas obras, relançadas ano após ano, não perdem o ineditismo. Embora datadas por costumes específicos da sua época, presentes tanto nas descrições de paisagem, trajes e lugares quanto na linguagem da escritora, os sentimentos retratados nas obras de Austen são imortais: amor, ambição e egoísmo. Pa... leia mais

Vídeos Razão e Sensibilidade (27)

ver mais
Razão e Sensibilidade, da Jane Austen #1anocomJaneAusten | Karin Paredes

Razão e Sensibilidade, da Jane Austen #1anoco


Estatísticas

Desejam2.181
Trocam186
Avaliações 4.2 / 9.518
5
ranking 45
45%
4
ranking 34
34%
3
ranking 17
17%
2
ranking 3
3%
1
ranking 1
1%

7%

93%

giovanna
cadastrou em:
11/07/2018 19:04:36
giovanna
editou em:
11/07/2018 19:07:09