Reze pelas mulheres roubadas

Reze pelas mulheres roubadas Jennifer Clement




Reze pelas mulheres roubadas





A partir de entrevistas feitas por mais de dez anos com mulheres das regiões mais violentas do México, Jennifer Clement cria neste aclamado romance uma história que é ao mesmo tempo uma ficção envolvente e uma exploração dos aspectos mais brutais da vida em seu país. Sem prender-se ao relato documental, com uma prosa sensível para o que há de surreal e às vezes mesmo cômico em meio à tragédia. Clement conta a história de um grupo de garotas tentando escapar à violência que se infiltra pelo cotidiano de um dos mais fascinantes e perigosos países do continente americano.
Por meio da voz direta e irônica de Ladydi Garcia Martinez, somos apresentados à rotina de Guerrero, interior do México, onde a protagonista e suas amigas passam a infância fingindo-se de meninos. A estratégia de proteção encontrada por diversas mães da região envolve cortes de cabelo masculinos, dentes calculadamente sujos e buracos na terra para que suas filhas possam se esconder da ameaça que pende sobre a vida de todas: os sequestros praticados por narcotraficantes. Mas o disfarce, uma espécie de ficção coletiva que se torna indispensável para a sobrevivência na região, nem sempre funciona. Paula, a mais bonita amiga de Ladydi, é levada pelos bandidos. Tempos depois, é libertada e volta à aldeia para contar o que viveu.
Denunciados em numerosas reportagens, assim como em obras de ficção, os episódios de assassinatos e desaparecimentos de mulheres são um dos mais terríveis problemas resultantes da força do crime organizado na México atual. Neste livro, a narração da barbárie se torna também um poderoso hino à capacidade humana para a resiliência e a compaixão.

Romance

Edições (1)

ver mais
Reze pelas mulheres roubadas

Similares

(3) ver mais
Cruzando o Caminho do Sol
Desesterro
O Corpo em Que Nasci

Resenhas para Reze pelas mulheres roubadas (18)

ver mais
Um mundo sem esperanças
on 22/2/15


“Você percebeu que as palavras do dia não são as mesmas palavras da noite?” (209) pergunta uma personagem do romance de Jennifer Clement, “Reze pelas mulheres roubadas”. A autora certamente tem o dom da boa escolha de palavras, quer de dia ou de noite. Sua prosa é poética e consegue manter um tom onírico na narrativa.Toda a força deste livro está na narrativa: tom e ritmo são perfeitos. E mesmo que não haja uma trama segue-se a leitura até o fim, embalada pelas belas figuras de lingu... leia mais

Vídeos Reze pelas mulheres roubadas (1)

ver mais
Reze pelas mulheres roubadas

Reze pelas mulheres roubadas


Estatísticas

Desejam211
Trocam4
Avaliações 4.3 / 154
5
ranking 51
51%
4
ranking 33
33%
3
ranking 12
12%
2
ranking 4
4%
1
ranking 1
1%

12%

88%

Rocco
cadastrou em:
12/01/2015 15:13:53
Dali
editou em:
02/10/2017 20:06:23