Sándor Ferenczi e a Psicanálise

Sándor Ferenczi e a Psicanálise Marcos Mariani Casadore


Compartilhe


Sándor Ferenczi e a Psicanálise


pela errância das experimentações




O húngaro Sándor Ferenczi (1873-1933) tornou-se um dos mais importantes discípulos de Freud, quando as bases da ciência psicanalítica ainda se encontravam em desenvolvimento. Fiel ao mestre, ele fazia parte do núcleo próximo do fundador da psicanálise, formado por psicanalistas como Carl Gustav Jung, Alfred Adler e Otto Rank. E assim como eles, no transcurso da prática terapêutica, desenvolveu divergências teóricas em relação aos preceitos freudianos, embora não tenha se tornado "oficialmente" um dissidente, uma vez que sua morte se deu antes do cisma.

Nesse livro, o mestre em Psicologia e professor Marcos Mariani Casadore discorre sobre a trajetória de Sándor Ferenczi em suas relações com a teoria freudiana e o movimento psicanalítico, expõe aspectos biográficos e analisa seus principais escritos produzidos entre as décadas de 1910 a 1930.

Casadore destaca ainda a "errância" - no sentido de "desviar-se do caminho", como as tribos nômades que vagavam por territórios segundo suas necessidades - como distintivo da construção teórica de Ferenczi. O autor procura revelar novas leituras e posicionamentos sobre as postulações teórico-clínicas de Ferenczi, que ainda permanecem adequadas e incisivas "para a atuação clínica e o pensamento a respeito das demandas subjetivas e sociais da contemporaneidade".

Disponível em formato digital, gratuito, aqui: http://culturaacademica.com.br/catalogo-detalhe.asp?ctl_id=334

Edições (1)

ver mais
Sándor Ferenczi e a Psicanálise

Similares


Estatísticas

Desejam1
Trocam1
Avaliações 4.7 / 3
5
ranking 67
67%
4
ranking 33
33%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

50%

50%

Marcos
cadastrou em:
11/11/2013 11:30:28