Sangue de Coca-Cola

Sangue de Coca-Cola Roberto Drummond


Compartilhe


Sangue de Coca-Cola





Ao contrário de certos autores contemporâneos, que imitam Rubem Fonseca e escrevem romances de personagens esquemáticos como se fizessem roteiros para cinema de consumo, Roberto Drumond não fazia concessões baratas - sem, no entanto, cansar ou aborrecer o leitor com outro extremo, o dos experimentalistas puros.

Temos neste livro tudo aquilo que faz explodir as paixões humanas: a política, o sexo e o poder; o futebol; a arte; o sonho da utopia. E uma arrasadora independência de qualquer patrulha ideológica. Drummond tinha coragem para ver uma lágrima no coração (jamais no rosto) do mais abominável torturador, e um punhal traiçoeiro no punho oculto do mais desprendido cavaleiro da esperança.

Senhor absoluto de seu enredo e de seu texto, burilava as palavras com arte de ourives, sensibilidade de pintor e pragmatismo de cineasta, e é assim que nos conduz, nos enleva, nos excita, nos tensiona e nos encanta. Assim se faz a grande arte.

- Luiz Fernando Emediato - Editor

Edições (4)

ver mais
Sangue de Coca-Cola
Sangue de Coca-Cola
Sangue de Coca-Cola
Sangue de Coca-Cola

Similares


Resenhas para Sangue de Coca-Cola (3)

ver mais
on 7/4/09


Histérica sátira aos anos da ditadura militar, é nosso "Ardil 22". Personagens inesquecíveis, como o Camaleão Amarelo, o agente da repressão Tyrone Power, misturam-se aos generais e aos Fleurys. Merecia um belo filme, mas não há cineasta brasileiro à altura de sua loucura.... leia mais

Estatísticas

Desejam15
Trocam6
Avaliações 3.7 / 106
5
ranking 31
31%
4
ranking 26
26%
3
ranking 27
27%
2
ranking 11
11%
1
ranking 4
4%

38%

62%

Thatha
cadastrou em:
02/03/2009 11:41:08