Sexus

Sexus Henry Miller


Compartilhe


Sexus


A crucificação rosada (Volume 1) - The Rosy Crucifixion I




Durante muitos anos, Henry Miller foi considerado um autor maldito. Sua literatura, tachada de obscena e degradante, sofreu com a censura, e seus livros circulavam de forma clandestina. Apesar das dificuldades de publicação, Miller chamou a atenção de contemporâneos como Ezra Pound, T. S. Eliot e Edmund Wilson, que saíram em sua defesa. Os livros tornaram-se best-sellers depois de liberados, nos anos 60, e hoje o autor é considerado um dos maiores prosadores da língua inglesa, tendo influenciado a geração beatnik e escritores como Thomas Pynchon, Norman Mailer e Philip Roth. Sexus é, em muitos sentidos, autobiográfico, e narra as aventuras sexuais e literárias de Miller em meio à boêmia nova-iorquina dos anos 20 e 30. Sua prosa é vigorosa, plena de energia, ao mesmo tempo cínica e inocente, secular e espiritual. O livro, publicado em 1949, é o primeiro volume da trilogia A crucificação rosada: os outros dois são Plexus, de 1953, e Nexus, de 1959. Todos parte da coleção de livros ousados e provocativos que inclui também Diário de um fescenino, de Rubem Fonseca, Política, de Adam Thirlwell, e Cidade pequena, de Lawrence Block. "Ninguém escreveu dessa maneira antes, e ninguém certamente escreverá tão bem. A prosa de Miller é uma torrente, uma catarata, um vulcão, um terremoto [...] um escritor-atleta, um fenômeno, um verdadeiro avatar de energia literária." - Norman Mailer "O único excelente escritor de prosa imaginativa que apareceu na língua inglesa nos últimos anos." - George Orwell (no lançamento de Trópico de Câncer)

Literatura Estrangeira

Edições (9)

ver mais
Sexus
Sexus
Sexus
Sexus

Similares

(6) ver mais
Nexus
Plexus
Mulheres
Coma de 4

Resenhas para Sexus (12)

ver mais
Esse livro não é pornográfico ou para "safados"
on 23/2/09


Considerar esse livro pornográfico é uma grande besteira, assim como achar que ele é para safados. Este é de fato o primeiro volume da trilogia, e é seguido por "Plexus" e "Nexus", nessa ordem. "Sexus" é magistral; "Plexus" eu achei chato e "Nexus" é tão bom quanto o primeiro. O livro é uma espécie de autobiografia. Seria difícil resumi-lo sem fazer injustiça a ele. Miller fala de sexo, problemas com dinheiro e com o mundo da exploração capitalista, das suas relações com várias mulhere... leia mais

Estatísticas

Desejam200
Trocam2
Avaliações 4.2 / 253
5
ranking 52
52%
4
ranking 25
25%
3
ranking 16
16%
2
ranking 4
4%
1
ranking 2
2%

48%

52%

Cris
cadastrou em:
10/01/2009 18:25:51
|Cinara|@cinarasrv
editou em:
07/03/2020 17:32:52