Só para fumantes

Só para fumantes Julio Ramon Ribeyro


Compartilhe


Só para fumantes (Coleção: Prosa do Observatório)





Considero Ribeyro um contista magnífico, um dos melhores da América Latina e provavelmente da língua espanhola, injustamente não reconhecido como tal. – Mario Vargas Llosa

Escrever é para mim um ato complementar ao prazer de fumar, disse André Gide, citado numa passagem deste livro. A julgar por sua vasta produção, Julio Ramon Ribeyro não fumou pouco. Mestre peruano do conto, Ribeyro soube por em cena tanto as figuras da classe média e do aristocrático bairro limenho de Miraflores como os deserdados que até hoje proliferam nas periferias da América Latina – sejam os “urubus sem penas”, isto é, garotos que sobrevivem catando lixo, ou a família que insiste em fincar raiz num barranco inóspito, feito uma planta agreste.

Entre as principais personagens deste narrador discreto, está lima e a brutal modernização da cidade no século XX, registrado com o realismo crítico que é a marca de sua geração – mas que, no seu caso, não raro se manifesta num misto de pessimismo e humor esquivo. Ribeyro chegou a chamar sua escrita, seu modo tão pessoal de observar a vida do país (e também a si mesmo, com fina auto-ironia, no conto que abre o livro), de a palavra do mudo.

Os treze contos dessa antologia – escolhidos e traduzidos por Laura Janina Hosiasson, que também é responsável pelo posfácio da edição – são representativos de diferentes momentos da produção do autor e dão prova dessa arte rara, em que a palavra às vezes parece roubar algo da poderosa expressividade do silêncio.

Contos / Ficção / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Só para fumantes

Similares

(11) ver mais
Prosas Apatridas
Contos reunidos
Os Invictos
O Tradutor Cleptomaníaco

Resenhas para Só para fumantes (5)

ver mais
A arte genuína de Julio Ramón Ribeyro
on 22/6/20


Segue o link para o excelente prefácio da obra, de extrema relevância para conhecer este grande autor peruano e sua literatura. Seus contos são muito diversificados em sua temática; críticos e humanos. Seus personagens são retratados de dentro, e frequentemente refletem sobre o fazer artístico. Geralmente trabalha com personagens marginais, muitas vezes excluídos do processo de modernização dos grandes centro urbanos latino-americanos, onde a fuga da realidade é uma constante, mas não ... leia mais

Estatísticas

Desejam55
Trocam1
Avaliações 4.5 / 85
5
ranking 55
55%
4
ranking 36
36%
3
ranking 7
7%
2
ranking 1
1%
1
ranking 0
0%

42%

58%

Jenifer
editou em:
20/09/2020 19:28:52

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR