Sobre Verdade e Mentira

Sobre Verdade e Mentira Friedrich Nietzsche


Compartilhe


Sobre Verdade e Mentira


No Sentido Extramoral




Neste texto ditado a um amigo em 1873, F. Nietszche trata dos limites da verdade, ao ser traduzida por uma linguagem que se pretende neutra e isenta de qualquer recurso retórico. Para ele, a ciência, que postula a revelação da verdade, deixa-se enganar, ao supor um racionalismo ou a descrição como uma revelação. "Pois fosse esse o caso, teria de tornar patente, em algum lugar, a aparência ou o irreal." Por traz dos conceitos, conclui o autor, há sempre um edifício de metáforas que atinge diretamente nossos sentidos, e é um perigo ignorá-las. "A humanidade possui, no conhecimento, um belo meio para o declínio", conclui. A edição, traduzida e organizada pelo professor de Filosofia, Fernando de Moraes Barros, traz ainda uma seleção de aforismos, recolhidos da obra Fragmentos póstumos.

Edições (1)

ver mais
Sobre Verdade e Mentira

Similares

(2) ver mais
Untimely Meditations
Aurora

Resenhas para Sobre Verdade e Mentira (3)

ver mais
Platonismo nietzschiano ou a falsidade da mentira (?)
on 7/6/19


Essa é a primeira obra filosófica de Nietzsche, ditada à um amigo e um pouco fragmentada. O discurso é intencionalmente desconexo e ele se utiliza de uma linguagem pouco convencional para apresentar as suas ideias. De início me pareceu muito com a Teoria das Ideias de Platão: em realidade nada existe, é tudo uma abstração da verdadeira realidade. Nietzsche nega o conceito de verdade, atacando-a como uma ilusão humana. Os homens portanto deliram e se deliciam com algo que não existe. ... leia mais

Estatísticas

Desejam41
Trocam1
Avaliações 4.2 / 182
5
ranking 46
46%
4
ranking 35
35%
3
ranking 17
17%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

50%

50%

Helena
cadastrou em:
17/09/2009 14:06:51