Sociologia Política da Guerra camponesa de Canudos

Sociologia Política da Guerra camponesa de Canudos Clóvis Moura


Compartilhe


Sociologia Política da Guerra camponesa de Canudos


Da destruição do Belo Monte ao aparecimento do MST




O livro que ora apresentamos, faz parte de seus estudos sobre as lutas no campo brasileiro. Aqui, além de importante reflexão teórica sobre a natureza e caráter político dos movimentos sociais em geral, e em particular dos movimentos camponeses, o leitor encontrará os elos históricos que nos fazem entender a Guerra Canudos e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – o MST, como parte de uma mesma cadeia de resistência ao monopólio da propriedade da terra em nosso país – um dos pontos cruciais de nosso atraso econômico e social. (Alípio Freire)

Canudos é um dos movimentos sociais mais importantes da América do Sul e culminou na maior guerra civil do Brasil, depois da Cabanagem no Pará e do Contestado em Santa Catarina-Paraná. O seu conteúdo social e por isto também político não tem sido devidamente avaliado. A guerra liderada por Antônio Conselheiro é o reflexo eloqüente e ao mesmo tempo incompleto (pelo suporte ideológico religioso em que se apoiou) das contradições que existiam naquela época e ainda persistem nas relações sociais (no nível das relações de produção) do nosso setor agrário. (Clóvis Moura)

Sociologia

Edições (1)

ver mais
Sociologia Política da Guerra camponesa de Canudos

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 0 / 0
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

100%

Fernanda
cadastrou em:
10/07/2019 17:19:00