Sonetos Luxuriosos

Sonetos Luxuriosos Pietro Aretino


Compartilhe


Sonetos Luxuriosos





Um dos pontos capitais da poesia erótica do Ocidente, os 'Sonetos Luxuriosos' expressam o mais extremado júbilo carnal do Renascimento, e, somando-se sem contradição ao idealismo descarnado da tradição petrarquista, ajudam a compor a fisionomia de uma das épocas mais livres e mais fecundas da história do pensamento e das artes. Escritos por volta de 1525, foram publicados postumamente. Tiveram até hoje poucas edições italianas, que circularam entre privilegiados. A clandestinidade a que foram condenados rompeu-se no começo do século XX, com a tradução francesa de Apollinaire (apenas dezesseis sonetos). Esta tradução do poeta e ensaísta José Paulo Pães- a primeira que se fez para a língua portuguesa- é fiel tanto ao espírito como à forma original e reproduz, com felicidade, o vigor e a graça do despudor de Aretino.

Poemas, poesias

Edições (3)

ver mais
Sonetos Luxuriosos
Sonetos Luxuriosos
Sonetos Luxuriosos

Similares

(7) ver mais
Coma de 4
Antologia da Poesia Erótica Brasileira
Não Há Nada Lá
Poesia Erótica

Resenhas para Sonetos Luxuriosos (1)

ver mais
Aretino tinha, de fato, uma fixação anal.
on 26/2/16


O grande achado dessa edição da companhia são as 50 páginas introdutórias do José Paulo Paes que esmiuça os sonetos historica, social e literariamente.... leia mais

Estatísticas

Desejam24
Trocam3
Avaliações 3.8 / 42
5
ranking 33
33%
4
ranking 29
29%
3
ranking 26
26%
2
ranking 12
12%
1
ranking 0
0%

43%

57%

Alê
cadastrou em:
03/08/2009 02:04:41