Trânsito

Trânsito Rachel Cusk


Compartilhe


Trânsito #2





Uma escritora se muda para Londres com seus dois filhos pequenos depois de se divorciar. O processo de recuperação dá início a uma série de transições ― morais, pessoais, artísticas, pragmáticas ― à medida que ela luta para construir uma nova realidade para si e para os filhos. Na cidade, ela se vê obrigada a confrontar dimensões da vida que sempre evitou. Enquanto se depara com assuntos prosaicos, como uma reforma ou a pintura do cabelo, ela considera questões sobre vulnerabilidade e poder, morte e renovação, num processo lento e doloroso para se reconectar consigo mesma e com a vida. Sob o olhar impessoal e agudo de sua protagonista, Trânsito recupera temas de Esboço, romance anterior de Cusk. Em ambos os livros, a narradora é a mesma, Faye, uma escritora recém-divorciada, sobre quem sabemos menos a partir de sua própria voz do que pelo modo como se relaciona com os outros. Em ambos os livros, a infância e o destino, o valor do sofrimento, a responsabilidade moral e os mistérios da mudança são examinados com vigor e profundidade.

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Trânsito

Similares

(1) ver mais
Esboço

Resenhas para Trânsito (1)

ver mais
Trânsito
on 26/9/20


Sequência de Esboço, Trânsito continua a história da escritora Faye, agora em Londres, sua cidade natal. Gosto muito da forma como que Cusk elabora a sua narrativa, mais pelo olhar dos interlocutores do que pela narradora. Questões profundas, existenciais, são ditas em conversas que a princípio parecem banais, como em um salão de cabeleireiro ou jantar com amigos. Não é à toa que a série tem provocado burburinho no meio editorial. O livro é escrito por alguém que tem domínio da técnica... leia mais

Estatísticas

Desejam25
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.6 / 13
5
ranking 71
71%
4
ranking 29
29%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

25%

75%

Marina
cadastrou em:
20/07/2020 05:36:17
Marina
editou em:
20/07/2020 05:36:32