Um Defunto Estrambótico. Análise e Interpretação das Memórias Póstumas de Brás Cubas

Um Defunto Estrambótico. Análise e Interpretação das Memórias Póstumas de Brás Cubas Valentim Facioli


Compartilhe


Um Defunto Estrambótico. Análise e Interpretação das Memórias Póstumas de Brás Cubas





Valentim Facioli apresenta neste estudo uma abordagem reveladora de Memórias Póstumas de Brás Cubas, o célebre romance de Machado de Assis. O autor lê esse defunto-narrador como uma metáfora de um Brasil escravista, "carcomido" por contradições entre o arcaico e o moderno, e nos mostra como Machado opera uma relação estranha entre seu narrador-personagem e o leitor. Ao ler o livro, somos sempre desafiados a acreditar ou a desconfiar do que estamos lendo, já que o ponto de vista da narrativa é sempre de Brás Cubas e não existe outra fonte a respeito dos acontecimentos narrados. Esta análise de Facioli enfrenta as traições que espreitam a narrativa, especialmente as astúcias, máscaras e meias-verdades perpetradas pelo narrador-defunto, cujas memórias são também uma memória do Brasil para a posteridade, feitas com humor, ironia e sátira, misturadas com doses de melancolia, ruína e morte.

Edições (1)

ver mais
Um Defunto Estrambótico. Análise e Interpretação das Memórias Póstumas de Brás Cubas

Similares

(2) ver mais
Memórias Póstumas de Machado de Assis
Memorias Postumas De Machado De Assis

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 0 / 0
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

100%

João gregorio
cadastrou em:
09/04/2017 10:27:47