Um Escritor na Guerra

Um Escritor na Guerra Vassili Grossman
Lyuba Vinogradova


Compartilhe


Um Escritor na Guerra


Vasily Grossman com o Exército Vermelho (1941-1945)




Baseado nos cadernos em que Vasily Grossman escreveu as matérias-primas para suas re-portagens de jornal, Um Escritor na Guerra retrata de maneira inédita a situação devastadora na frente oriental durante a Segunda Guerra Mundial, além das vidas e mortes de soldados de infanta-ria, motoristas de blindados, pilotos, franco-atiradores e civis.

Rejeitado para o serviço militar quando teve início a invasão alemã em 1941, Grossman tornou-se enviado especial do Estrela Vermelha, jornal do Exército Vermelho. Romancista corpu-lento de trinta e poucos anos sem experiência militar, ganhou um uniforme e algumas aulas rápidas de tiro. De maneira extraordinária, passou três dos quatro anos seguintes na frente de batalha, ob-servando a luta mais impiedosa de que já se teve notícia.

Grossman testemunhou as terríveis derrotas e as retiradas desesperadas de 1941, a defesa de Moscou e os combates na Ucrânia. Em agosto de 1942 foi enviado a Stalingrado, onde perma-neceu durante quatro meses de brutais combates de rua. Presenciou a Batalha de Kursk (a maior batalha de blindados da história) e, sempre acompanhando o Exército Vermelho, chegou a Berdi-chev, onde seus maiores temores com relação à sua mãe e a outros parentes se confirmaram. Judeu, assumiu a tarefa de fazer um registro fiel das atrocidades enquanto se tornava clara a extensão de-las. Sua reportagem "O inferno chamado Treblinka", extremamente forte, foi usada como prova no tribunal de Nuremberg.

A obra-prima de Vasily Grossman, Vida e Destino, é considerada por muitos o maior romance russo do século XX. Admirador do romance, o historiador Antony Beevor editou os cadernos de Grossman, criando uma narrativa fluida e fascinante, tanto resoluta como sensível - talvez uma das melhores descrições daquilo que Grossman chamava de "a cruel verdade de guerra".

Biografia, Autobiografia, Memórias / História Geral

Edições (2)

ver mais
Um Escritor na Guerra
Um escritor na guerra

Similares

(8) ver mais
Yalu
A estrada
Holocausto
Ventos de Guerra

Resenhas para Um Escritor na Guerra (5)

ver mais
UM ESCRITOR NA GUERRA
on 25/3/17


Eram 15 repúblicas, 14 línguas, 290 milhões de habitantes, um único partido comandado pelas mãos de ferro de um único líder. A desfragmentação final da união soviética só ocorreria em 1991, mas em junho de 1941 a catástrofe que se abateu sobre a gigantesca nação vermelha colocaria a prova o regime erguido por Lênin e a força patriótica do povo soviético. Nos quatro anos da guerra na frente russa 1710 cidades foram destruídas, setenta mil aldeias arrasadas, 65 mil quilômetros de trilhos... leia mais

Estatísticas

Desejam42
Trocam1
Avaliações 4.3 / 34
5
ranking 53
53%
4
ranking 29
29%
3
ranking 12
12%
2
ranking 3
3%
1
ranking 3
3%

59%

41%

Albert
cadastrou em:
16/01/2009 21:44:12
Ana
editou em:
21/11/2017 10:25:50

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR