Uma outra voz

Uma outra voz Gabriela Ruivo Trindade


Compartilhe


Uma outra voz





Uma outra voz, romance de Gabriela Ruivo Trindade, vencedor do Prêmio LeYa 2013, cruza várias histórias e pontos de vista que se intercalam e complementam, partindo da inauguração da Fábrica de Moagem e Eletricidade de Estremoz, em 1916, responsável por ter levado a energia elétrica para a região. A partir daí, acompanhamos o desenvolvimento do lugar e de seus personagens, e o modo como suas histórias se entrelaçam com a história e com as transformações profundas de um país.

João José Mariano Serrão foi um republicano convicto de que sua contribuição foi fundamental para o crescimento e desenvolvimento de Estremoz. Isso aconteceu por volta da década de 1920, quando a vila cresceu tanto que deixou de ser vila e virou cidade. É em torno desse homem determinado, mas também secreto e contido, que giram as cinco vozes que nos guiam ao longo destas páginas, numa viagem a um só tempo pessoal e coletiva, porque não raro as histórias dos narradores se cruzam com momentos-chave da história portuguesa.

Baseado em acontecimentos reais, Uma outra voz é uma ficção que nos oferece uma multiplicidade de olhares sobre a mesma paisagem, tecendo e costurando a história de uma família ao longo de um século por meio das revelações de cada um dos seus membros, numa interessante teia de complementaridade.

Sobre a autora
Gabriela Ruivo Trindade nasceu em Lisboa em 1970. Formada em psicologia, vive, desde 2004, em Londres, aliando seu trabalho à escrita, paixão que a acompanha desde criança. Trabalhou como psicóloga e formadora pro­fissional até 1999. É mãe de dois filhos. Em 2013, venceu o Prêmio LeYa com o seu primeiro romance, Uma outra voz. Em março de 2016, publicou, pela Dom Quixote, o seu primeiro livro infantil, A vaca leitora. Participou da I Antologia de Poetas da Diáspora, publicada em outubro de 2016 pela Oxalá Editora, e irá participar da segunda, a ser publicada em 2018. Com o conto “Cab Driver”, integrou a coletânea de Contos da emigração: Homens que sofrem de sonhos, publicada pela Oxalá no começo de 2018. É diretora da livraria on-line Miúda Children’s Books (www.miudabooks.co.uk), sediada no Reino Unido e especializada em literatura infantojuvenil escrita em português. Uma outra voz, que começou a ser escrito em 2008 e se baseia numa figura da sua família, foi publicado em Portugal, e também distinguido com o Prêmio PEN Clube Português para Primeira Obra (ex-aequo) em 2015.

Literatura Estrangeira

Edições (2)

ver mais
Uma outra voz
Uma Outra Voz

Similares


Resenhas para Uma outra voz (1)

ver mais
on 27/1/18


"Ao início da narrativa fica o leitor com a impressão de que irá acompanhar vários elementos, e gerações, de uma família. À medida que a leitura avança, contudo, chega a compreensão de que todas as vozes, todos os focos narrativos, ainda que dando a conhecer um pouco da sua personagem-núcleo são perspectivas que se aglutinam na caracterização (e descoberta) de uma só personagem: a última a ter a sua voz, mas que nunca deixa de se encontrar omnipresente. No final, todas os episódios e ... leia mais

Estatísticas

Desejam11
Trocam1
Avaliações 3.7 / 3
5
ranking 0
0%
4
ranking 67
67%
3
ranking 33
33%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

18%

82%

Ana Maria
cadastrou em:
26/06/2018 15:17:51
Pri Paiva
editou em:
27/06/2018 17:54:15
Pri Paiva
aprovou em:
27/06/2018 17:54:39