Corpo

Corpo Carlos Drummond de Andrade


Compartilhe


Corpo





Potência e maturidade de um poeta que, aos oitenta anos, ainda observava a vida com força e lirismo.

Publicado em 1984, Corpo é um dos grandes livros da última fase de Carlos Drummond de Andrade. Com mais de oitenta anos de vida e cinquenta de carreira literária (Alguma poesia, sua estreia em livro, é de 1930), o mineiro jamais se acomodaria: a força dos poemas reunidos neste volume é testemunha do inesgotável talento para ajustar, numa poesia tão comunicativa quanto poderosa, grandes temas como o amor, a morte, o meio ambiente e os afetos. "Meu corpo não é meu corpo, / é ilusão de outro ser.", diz o poeta na primeira peça do livro As contradições do corpo.

Rico em significados, o título do volume lança luz sobre os vários corpos habitados por todos nós: este físico e mortal que carregamos desde o nascimento, o corpo sensual, sensorial e afetivo, e o corpo geográfico e urbano. Não à toa há desde poemas sobre relações amorosas até observações sobre o "corpo" de nossas cidades, cada vez mais degradadas. A preocupação com a devastação à brasileira (isto é, a violência contra o outro, contra a natureza e contra o patrimônio histórico e emocional das nossas cidades, em especial do Rio de Janeiro) vinha sendo umas das preocupações de Drummond desde, pelo menos, o final da década de 1960.

Neste livro, o itabirano é bastante eloquente sobre o estado de coisas do Brasil. Seus versos têm o peso da denúncia, do comentário mais veemente - sem que isso signifique, claro, perder a ternura e o olhar generoso sobre a vida. Com posfácio da crítica e escritora Maria Esther Maciel, esta edição de Corpo é uma nova oportunidade para entrar em contato com a corrente sanguínea de uma poesia que, ainda hoje, irriga nossa melhor literatura.

Literatura Brasileira / Poemas, poesias

Edições (5)

ver mais
Corpo
Corpo
Corpo
Corpo

Similares

(7) ver mais
O amor natural
Discurso de primavera e algumas sombras
A falta que ama
Lunch Box

Resenhas para Corpo (36)

ver mais
on 3/2/13


"Corpo", do poeta maior, é um livro crepuscular. A 1ª edição é de 1982. O grande poeta é o que marca o seu tempo, sendo por ele marcado: eis a primeira lição, e não a menos importante, que nos propõe a poesia drummondiana. Neste livro, sobrepaira um dos poemas definitivos do nosso poeta, escrito em homenagem à sua colega de ofício bem mais jovem, a poeta Ana Cristina César, que em 1983, deu cabo da própria vida, interrompendo, assim, uma das mais promissoras trajetórias da noss... leia mais

Vídeos Corpo (1)

ver mais
LANC?AMENTOS DE LIVROS | OTUBRO 2023 | Ana Carolina Wagner

LANC?AMENTOS DE LIVROS | OTUBRO 2023 | Ana Ca


Estatísticas

Desejam54
Trocam5
Avaliações 4.2 / 575
5
ranking 48
48%
4
ranking 31
31%
3
ranking 18
18%
2
ranking 3
3%
1
ranking 0
0%

30%

70%

Marcos
cadastrou em:
13/02/2015 16:15:53
Jenifer
editou em:
16/10/2021 11:05:27

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR