A Moradora de Wildfell Hall

Anne Brontë



A Moradora de Wildfell Hall





Em uma época onde era considerado inapropriado para uma mulher escrever livros, Anne Brontë concebe um dos primeiros libelos feministas da literatura.
Foi preciso uma jovem, morrendo de tuberculose, para levantar a questão do papel da mulher em uma Inglaterra imersa na Era Vitoriana. "A Moradora de Wildfell Hall", publicado em 1848, é considerado um dos primeiros livros a denunciar a submissão feminina na sociedade inglesa. Para Anne Brontë, autora da obra, a mulher deveria ser dona do próprio destino, o que implica em um novo posicionamento em relação ao homem.
Para a autora, a mulher ideal é Helen, uma decidida jovem que recusa vários pretendentes ao casamento. Ela se apaixona por Arthur Huntingdon, apesar dos protestos de sua tia, com quem mora. Por isso, Helen não está segura de que tomou a decisão certa.
Porém, Helen não ficaria em dúvida por muito tempo, já que, depois de casada, seu marido se mostra propenso a retomar a vida desregrada dos seus tempos de solteiro. Ela se vale da religião para tentar corrigir os hábitos libertinos de Arthur, que por sua vez os justifica como uma espécie de carpe diem. Nesse ínterim, nasce o primeiro filho do casal.

Edições (1) ver mais
A Moradora de Wildfell Hall
Similares
Resenhas (8) ver mais
Resposta a O Morro dos Ventos Uivantes?
on 3/2/09


Dizem que esse romance é uma resposta de Anne ao livro de sua irmã Emily, O Morro dos Ventos Uivantes. Ou "o que teria acontecido a Cathy se ela se casasse com Heathcliff". Se assim é, trata-se de uma predição assustadora. O romance é tão gótico quanto os de suas irmãs (Charlotte com "Jane Eyre"), f... leia mais
Estatísticas
Desejam171
Trocam3
Avaliações 4.2 / 117
5
ranking 49
49%
4
ranking 31
31%
3
ranking 15
15%
2
ranking 5
5%
1
ranking 0
0%

6%

94%



logo skoob
"Quem dedica boa parte de seu tempo livre às ferramentas de rede social, como Orkut e MySpace, tem agora um novo passatempo."

A Notícia