A Insônia do Vampiro


3.75911 494



A Insônia do Vampiro


Coleção: Memórias de Sangue




A Insônia do Vampiro - Passar as noites acordado não é um problema para o narrador desta história. Afinal, ele é um vampiro, e só pode sair em busca de sangue no escuro das madrugadas. O mal de que sofre é exatamente o oposto: passar os dias em claro, revirando-se no caixão! E o dia dura o dobro da noite - o que torna sua agonia duas vezes pior que a de um mortal.

Na busca de cura, decide fazer análise. Ele sabe que escavar traumas de centenas de anos não vai ser fácil, sobretudo ao revolver dolorosas recordações de Portugal, sua terra natal... Nessas lembranças, vem à tona a amizade com um vampiro religioso que, em plena Lisboa do século XVIII, morde o pescoço de um indefeso bebê - o que geraria consequências tão tenebrosas quanto o ato. Nessa regressão, o narrador revive também momentos históricos, como a Grande Peste, o Terremoto de Lisboa e o surgimento do Iluminismo. Resta saber em que parte desse passado está enterrada a solução que dará fim ao tormento de seu presente.


Edições (1)

ver mais
A Insônia do Vampiro

Similares

(8) ver mais
As Revoltas do Vampiro
O Mestre das Sombras
O vampiro que descobriu o Brasil
Destino: Transilvânia

Resenhas para A Insônia do Vampiro (6)

ver mais


Um livro interessante, mas com partes sem noção! Como uma vampiro pode ter insônia? Mas com bastantes acontecimentos históricos de Portugal e que pode ser usado para as aulas de historia. suhsuhsuhsuh! Adorei quando o vampiro vai a psicóloga, de noite e começa acontar como era a vida dele em Lisboa. Encontrando um vampiro que foi causa transformado do mesmo jeito que ele, mas eu algumas partes não tem muito sentido a historia, começa a falar dos acontecimentos que ocorreram em quanto...

Estatísticas para A Insônia do Vampiro

Desejam57
Trocam11
Avaliações 3.7 / 492
5
ranking 29
29%
4
ranking 29
29%
3
ranking 29
29%
2
ranking 10
10%
1
ranking 3
3%

24%

76%

Tiago
cadastrou em:
29/04/2009 21:27:19


logo skoob
"Diferentemente das redes de relacionamento pessoal, o que importa no site não são as fotos dos usuários ou para que time eles torcem, e sim o que merece ou não ser lido."

Estadão