Um Coração Cheio de Estrelas

Francesc Miralles



Resenhas - Um Coração Cheio de Estrelas


18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Lara 20/09/2013

"Um conto mágico sobre perceber o amor nos pequenos gestos."
Um Coração Cheio de Estrelas é encantador. É um livro pequeno, mas possui uma vastidão de significados e interpretações que torna impossível medi-lo pelo número de páginas. Conta a história de um órfão, Michel, que faz de tudo para ajudar a sua melhor amiga, Erin, a sair de um coma misterioso. Michel cativa desde o início com sua pouca idade e grande determinação. Possui um alma pura, e não mede esforços para atingir seu objetivo. Ele conta com a grande ajuda de uma personagem enigmática que irá ensiná-lo,direta e indiretamente, muitas lições valiosas.
Além da história em si ser muito bonita, o livro traz como prólogo uma "carta" escrita por Alex Rovira que é muito emocionante.
Enfim, esse é um tipo livro que vale a pena ser lido, não só uma, mas várias vezes. O livro fala de amor e do seu poder ilimitado,com certeza irá tocar o seu coração.
comentários(0)comente



Natalia 18/12/2012

O poder do amor.
O livro Um Coração Cheio de Estrelas conta a história do menino Michel e de sua grande fé. Ele vive num orfanato em Selonsville e é feliz. Talvez o motivo dessa felicidade possa ser Erin, sua melhor amiga por quem é apaixonado. Até aqui tudo bem. Só que um dia, Erin não acorda e Michael se vê perdendo seu amor e sua amiga. Para que isso não aconteça, ele parte em busca dos nove tipos de amor existentes. Isso acontece porque ele conhece Hermínia, uma velha sábia que diz que Erin sobre pela falta de amor. Michael deve encontrar esses noves tipos de amor, cortar um pedaço de tecido de suas roupas em forma de estrela e no final, costurar um coração com todos esses retalhos e entregar a Erin. Michael parte então, na busca por esses noves tipos de amor e na fé e esperança de salvar sua amada.

A cada tipo de amor encontrado, Michael aprende algo com as pessoas que o transmite. Apesar de pequena (a leitura foi bem rápida), essa fábula é linda e surpreendente. Fica-nos a lição de que o amor pode curar. Se estivermos dispostos a transmiti-ló, ele pode salvar alguém.
comentários(0)comente



Gíh Santos 30/10/2012

Resenha do Blog Livros Lovers
Minha Opinião:

Não sabia exatamente o que esperar de Um Coração Cheio de Estrelas, a leitura foi super-rápida (livro fininho) porem surpreendente.
Michel é órfão e vive em um orfanato, apesar dos inúmeros motivos para ele ser um garoto infeliz ele não é. Michel é alegremente feliz, talvez por estar nutrindo no peito a magia do primeiro amor, Erin sua melhor amiga e companheira das peripécias infantis.
Em uma noite congelante de um inverno enfim, Erin adormece para nunca mais acordar. Não, ela não esta morta, Erin entra em um Coma profundo. É 1944 e os médicos não sabem o que causou o coma e não sabem se ela voltara a acordar.
Michel desolado vai em busca de uma resposta para trazer a companheira de volta a vida plena. E nessa busca vai descobrindo os 10 tipos de amor. Em diálogos riquíssimos e que trasborda conhecimento. Vamos lado a lado ao Michel neste conhecimento de diversos tipos de amor.

"A qualidade de um coração não reside em quanto amor pode dar a alguém, e sim em quantos “alguéns” cabem nesse coração."

Apesar das poucas páginas (nunca julgue em livro pela capa, e muito menos pelo tamanho) aprendemos muito com as passagens do protagonista. O autor consegue transmitir a força de cada tipo de amor em poucas palavras, consegue nos passar a importância de cada um.

"- Não se trata de ler muito, e sim de amar o que lê, que é igual amar as pessoas. Afinal, os livros são escritos por seres humanos, e a maioria fala de outros seres humanos. Portanto, ler é um ato de amor!"

CONTINUE LENDO>>>http://livroslovers.blogspot.com.br/2012/10/resenha-um-coracao-cheio-de-estrelas.html
comentários(0)comente



Bruno 09/10/2012

Michel, 9 anos, vive no Orfanato Municipal de Selonsville, e ao contrário do que muitos pensam, ele é um garoto muito feliz. A maioria das crianças desse orfanato vive se lamentando por todos os lados, mas não Michel. Ele não conhece outra realidade a não ser aquela, pois foi deixado ali pouco depois de nascer.

Esse pequeno garoto tem uma melhor amiga, chamada Erin. Desde pequenos os dois são como unha e carne. Inseparáveis. Mas, infelizmente, uma coisa terrível veio separá-los. No inverno do ano de 1946 a querida Erin entra em coma. Os médicos não sabem o motivo de ela ter ficado nesse estado e também desconhecem a cura para seu estado.

Michel fica arrasado e passa a procurar ajuda em todo lugar da cidade. Sua busca acaba sendo infrutífera e já totalmente desolado ele resolve descansar em uma viela da cidade. Lá encontra uma velha mendiga que o pede uma ajuda. Ele acaba dando a ela a única moeda que tinha. A velha, chamada Hermínia, percebe que Michel está triste, e em forma de retribuição, ela também resolve ajudá-lo. Ele conta sua história para ela, e a mendiga diz que sabe como curar sua amiga. O que fez Erin entrar em coma foi a falta de amor. E para curá-la Michel deveria encontrar 9 pessoas que sejam exemplos dos 9 tipos diferentes de amor. Ele também dever recortar da roupa de cada uma dessas pessoas um retalho em forma de estrela. Depois, com essas estrelas, Hermínia irá tecer um manto em forma de coração e Michel precisará lavar esse manto para sua amiga.

Não será uma tarefa fácil, mas por Erin, Michel fará de tudo!



Recebi esse livro da parceria do Blog com a Editora Lua de Papel.

Antes de ler o livro, procurei ler algumas resenhas sobre ele. E todas as resenhas que li diziam que ele era perfeito. Minhas expectativas para ele estavam no topo, mas depois de o ler, vi que ele não era tão perfeito assim.

Não pensem que estou dizendo que o livro é ruim, o livro é maravilhoso. Mas, as resenhas que li não apontavam nenhum defeito e eu acabei lendo esperando que fosse mais um livro para a lista de favoritos, mas acabou não sendo.

Bem, "Um Coração Cheio de Estrelas" tem uma história linda e muito criativa. Vemos a jornada de Michel na busca dos 9 tipos diferente de amor e a cada novo tipo de amor que ele descobre, também nos é explicado o segredo para tal amor existir.


"O Segredo do Amor aos Animais:
Os animais nos ensinam a ser humanos"


É passada para o leitor uma forte mensagem de perseverança. Lendo como uma simples criança de 9 anos faz de tudo para salvar sua amiga, isso faz com que quem está lendo se torne, de certa forma, uma pessoa melhor em vários aspectos.

O que me desagradou nesse livro foi a forma vaga que os autores contaram a história. O livro tem apenas pouco mais de 100 páginas, mas com uma história que podia ter mais de 300. Tudo é contado de forma muito rápida, são poucos capítulos, com poucas páginas. Eu o li em uma hora, e quando terminei de lê-lo, eu queria mais. Queria conhecer mais os personagens, a história do lugar onde Michel vive, eu queria mais de tudo. Isso foi o que acabou me decepcionando.

Apesar disso, ainda recomendo esse pequeno livro. Por sua bela história e lição, você tem que ter "Um Coração Cheio de Estrelas" na sua estante. Mas, não vá com muita sede ao pote, talvez não tenha tanta água lá.
comentários(0)comente



Yara 24/09/2012

Simples, mas tocante.
Quando este livro chegou aqui em casa, fiquei encantada com seu tamanho, pequeno e delicado... E por já ter lido resenhas falando que era muito bonito, passei na frente dos outros e li em questão de minutos...rsrs
Simplesmente devorei o livro. A narrativa é rápida, sem enrolação nenhuma, bastante direta e não deixa a desejar em questão de emoção ou descrição...
A determinação de Michel é invejável, e a forma como ele vai descobrindo os tipos de amor, muito bonita e até um pouco mágica...
Fiquei emocionada durante a leitura, as falas, ações, tudo me passou uma sensação que realmente o amor pode tudo! Não chorei, mas cheguei perto... E meu psicológico ficou seriamente afetado depois da leitura...rsrs
E um detalhe que fez muita diferença! No final do livro, algumas páginas são destinadas a poemas e frases (de outros autores), falando sobre os nove amores citados durante a história, e isso deixou as coisas ainda mais real, não sei porque...
Não é um livro extraordinário, perfeito, que vai mudar sua vida para sempre ou algo do gênero, mas com certeza merece ser lido e, provavelmente você ache alguma cena ou passagem que te faça refletir sobre seus atos...


Consumidas todas as lágrimas, procurava desesperadamente alguém que pudesse dar um conselho para ajudar sua amiga. (Pág 27).

Mais resenhas em: http://www.ilusoesescritas.com/
comentários(0)comente



AIL 27/08/2012

Resenha no AIL
http://www.apenasimpressoesliterarias.com.br/2012/05/resenha-um-coracao-cheio-de-estrelas.html
comentários(0)comente



*Rô Bernas 20/08/2012

O livro já me ganhou na apresentação e só em se tratar de um fato real, me deixou muito mais encantada... e ainda serviu de inspiração para se transformar nesta bela fábula.

Os autores conseguiram transformar um tema denso em uma história muito sublime. Achei que foram felizes quando colocaram uma criança para fazer o personagem principal, pois se fosse um adulto, não passaria tanta emoção, tanta inocência, tanta verdade!

A história é linda, cativante, empolgante...me peguei tentando desvendar quais eram os 10 tipos de amor que ele tinha que buscar. Ler esse livro faz a gente refletir e ter vontade de buscar ser o melhor sempre.

"Não pense duas vezes quando puder salvar alguém, porque provavelmente estará salvando você mesmo."— página 74
comentários(0)comente



Rapha 04/08/2012

Resenha publicada no blog Doce Encanto
Michel é um garotinho órfão, de 09 anos que vive no orfanato municipal de Selonsville. A maioria das crianças que lá residem são tristonhas, cabisbaixa, sem qualquer perspectiva pra um futuro bom, mas Michel é diferente: o orfanato é seu lar e é ali que também mora o motivo de sua alegria: Erin, a dona de seu pequeno coração! Amigos desde sempre, Erin é a razão por Michel acreditar que há esperança.

Contudo, em uma fria noite de inverno – a mais fria de todas – Erin apaga e, sem qualquer motivo aparente, entra em coma.

Todos desacreditam que ela possa acordar e mudar aquele quadro; estão apenas esperando o momento em que o corazinho dela pare de bater. Todos menos um, Michel, que vai à procura de qualquer coisa que possa curar sua amada. É quando encontra uma moradora de rua que diz a ele que o motivo de Erin ter adoecido é a falta de amor, e que só havia um remédio capaz de curá-la: um coração cheio de estrelas de amor. Mas isto não seria uma tarefa simples: ele teria que descobrir todos os tipos de amor e cortar 09 estrelas das roupas das pessoas que demonstraram o amor, além disso precisaria da 10ª estrela, a mais importante de todas, contudo esta não consistia em outro recorte, ele ainda deveria descobrir do que se tratava.

Cheio de esperança, Michel acredita no que diz a moradora de rua e parte em busca das estrelas de amor. A pergunta que tenho é: e nós, acreditaríamos e correríamos atrás?

A verdade é que quando deixamos de ser crianças – puras, com o coração aberto – desistimos de muitas coisas e nos esquecemos de mais ainda. A propósito, vocês sabem quais são os tipos de amor? Depois de ler notei que muitos tipos estão esquecidos ;/

Se pararmos um minutinho e olharmos a nossa volta, veremos que muita gente sofre da doença da Erin... Será que não está na hora de sairmos em busca de estrelas?

- * -

Com certeza é um livro que vale a pena ser lido!

"Em uma hora de amor, há uma vida inteira." - Honoré de Balzac - Tipo I: O amor romântico.

O que é uma fábula?

Fábulas, assim como os Contos, são estórias curtas, menores que novelas (que são longas). São, grosso modo, histórias fantásticas cujos personagens são animais, os quais, sentem agem e pensam como os seres humanos, recurso literário conhecido como antropomorfização. As fábulas, por serem uma das mais antigas maneiras de contar histórias edificantes, expressam e veiculam uma norma de conduta (moral da história) para sintetizar a essência humana, suas emoções e sentimentos. Contêm um fundo moral para a educação humana e criticam os valores da nossa sociedade.

Fonte: http://www.fabulasecontos.com.br

Confira outras resenhas em: http://rapha-doceencanto.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Ana Ferreira 17/07/2012

Meigo, mas pouco impressionante
É o inverno de 1946 numa França abalada pelas terríveis consequências da 2ª Grande Guerra. No vilarejo de Selonsville, as pessoas não riem como antes, não sonham, nem tampouco se divertem... Há pouca perspectiva de futuro com uma realidade tão negra: a maioria só tenta sobreviver ao presente e alguns, em contrapartida, ficam esquecidos no passado ao lado daqueles que a guerra, trajada de seu manto de ódio e sangue, levou para longe. É Michel então, um jovem órfão sem qualquer motivo para ser feliz, que mostrará ao povo daquele lugar frio o poder de cura e esperança de um amor puro.

Secretamente apaixonado por sua melhor amiga, Erin, o menino fica apavorado quando num dia, sem qualquer razão aparente, a garota não desperta de seu sono e entra em coma profundo, podendo nunca mais acordar. Desolado, correndo o risco de perder a única pessoa que ama no mundo e sua primeira paixão, Michel sai pelas ruas em busca de ajuda médica, farmacêutica ou qualquer outro milagre que possa fazê-la recobrar a consciência, encontrando sem querer com uma senhora na rua que, misteriosamente, promete ajudá-lo a salvar Erin se o jovem lhe levar, dentro do prazo de uma semana, nove tipos distintos de amor, representados por retalhos em formato de estrelas retirados das roupas dos amantes em questão para que, ao fim, um coração seja tecido com a união de todos eles.

"Porém aquelas estrelas de retalho tinham um sentido. Eram o firmamento que iluminava a noite de alguém muito triste. Alguém que tinha fechado os olhos à vida e resistia a abri-los."
p. 17

Com uma temática cândida, em poucas páginas e numa linguagem simples, Alex Rovira e Francesc Miralles escreveram em Um Coração Cheio de Estrelas uma fábula dos vários significados do amor e, especialmente, de como esse sentimento tão nobre está ligado à esperança em nossas vidas. Desde o começo, nota-se uma antítese entre o comportamento dos cidadãos de Selonsville e o de Michel, todos fadados a uma desgraça nacional, mas ele tão ingênuo e contente com o pouco que tem, com cada momento ao lado de Erin. Também, num inverno muito longo, a ideia fria de tristeza, contrariada pelo calor de quem ainda é capaz de amar e sorrir.

De caráter figurado, a história conta com alguns elementos que se limitam à imaginação, milagrosos, sempre fortalecendo a ideia da crença naquilo que se sonha em alcançar, podendo até mesmo ser interessante ao público infantil, apesar de não fazer parte do catálogo para os mais novos. Não faz parte, aliás, de nenhum catálogo etário, pois a mensagem que carrega consigo é universal, interessante para qualquer idade. Sem uma grande problemática e previsível, no geral, duas partes de Um Coração Cheio de Estrelas que chamaram minha atenção, entretanto, foram a introdução, que conta um caso verídico sobre um desafio vivido por Alex Rovira, impulsionador da criação do livro e emocionante de todas as formas possíveis, e o final, ao qual foram acrescidos trechos de outros autores segmentados entre os nove tipos de amor descobertos por Michel que, por razões óbvias, não compartilharei aqui.

"Perdoar é a única maneira de permitir que os outros possam ser outra coisa, isso é algo que aprendi com meu pai. Se matar um ladrão, você o condena a ser isso para sempre."
p. 73

Trata-se, acima de tudo, de uma leitura simples, daquelas que se fazem numa hora intermediária entre o descanso e o trabalho, deixando, sem grandes dificuldades, um sorriso sincero no rosto de seu leitor ao final.

"Chegará o dia em que, depois de dominar o espaço, os ventos, as marés e a gravidade, dominaremos as energias do amor. E, nesse dia, pela segunda vez na história do mundo, teremos descoberto o fogo."
Telhard de Chardin
comentários(0)comente



Virgínia Macedo 12/07/2012

"O Amor nos Pequenos Gestos..."
"Porém, aquelas estrelas de retalho tinham um sentido. Eram o firmamento que iluminava a noite de alguém muito triste. Alguém que tinha fechado os olhos para a vida e resistia a abri-los novamente." - Pág. 17

"- Exato, porque para curar a falta de amor há que tecer um coração cheio de estrelas..." - Pág. 29

"(...) Todos somos príncipes e princesas até que o nosso parceiro nos converta em rãs. Leve isso em conta quando escolher sua mulher: depende de você que ela se sinta como uma princesa ou como uma rã." - Pág. 37

"(...) Em outras palavras: se não estiver apaixonado pela vida, a vida não se apaixonará por você." - Pág. 37

"O amor é jogar sempre um tronco no fogo. Somente assim se mantém a chama acesa. Soa óbvio, porém muita gente se esquece. Por isso os casais se dão tão mal. Se quiser amar de verdade, lembre-se disso, menino: ainda que estiver cansado, terá de ir pegar lenha para alimentar o fogo. Se não o fizer, pela manhã só encontrará as cinzas do que foi o seu amor." - Págs. 42 e 43

- - - - - - -
"O Amor é um símbolo da eternidade;
ele confunde todas as noções de tempo,
apaga todas as lembranças do começo,
todos os medos do final." - Pág. 92
Madame de Staël

"Há tempos nos quais o amor parece ter acabado...
porém, estes desertos do coração
são simplesmente o caminho
até o próximo oásis, que é muito mais
frondoso e belo depois de ter
cruzado o deserto." - Pág. 93
Madeleine L'Engle

"A lição principal que todos devemos aprender
é o amor incondicional,
que não só inclui aos outros,
mas também a você mesmo." - Pág. 111
Elisabeth Kübler-Ross
comentários(0)comente



Fernanda Souza 14/04/2012

Tocante
Resenha postada originalmente no blog
http://leitoraincomum.blogspot.com.br/2012/04/resenha-um-coracao-cheio-de-estrelas.html
Proibida a reprodução parcial ou total.


Esse livro eu comprei na promoção do submarino no mês passado pois já tinha curiosidade de conhecê-lo há algum tempo e não me arrependi. Apesar de ter poucas páginas, o livro transmite com muito encanto a sua mensagem e me cativou completamente, se tornando um dos meus favoritos.
O livro conta a estória de Michel um garoto de um orfanato, que apesar de ter tudo para ser uma criança triste, é feliz apenas pela companhia da sua querida amiga Erin que ele ama com todas as forças do seu coração. Quando ela adoece misteriosamente, Michel conhece Hermínia uma moradora de rua que o ajuda a não perder a esperança de ir atrás de uma cura para tirá-la do coma, coisa que só o amor é capaz de mostrá-lo como fazer.
Em uma época em que o respeito ao próximo já é algo tão raro no mundo, ler um livro como esse é praticamente olhar para dentro de si e analisar tudo o que você não faz e que poderiam tornar seus dias melhores e o das pessoas que te cercam. Enquanto Michel vivendo em plena época pós-guerra nos mostra a sua luta em busca de 10 tipos de amores diferentes em uma época com menos recursos em sua cidade completamente entristecida pela guerra, para poder salvar a vida do seu grande amor. A intensidade com que o livro foi escrito e em tão poucas páginas, não foi por uma simples inspiração, um dos autores passou por uma situação difícil com sua filha que nasceu com alguns problemas de saúde e ele foi acolhido por várias pessoas que lhe passaram mensagens de fé e amor.
E é exatamente isso que o livro transmite, o poder da fé e do amor. A cada pessoa especial que Michel encontra que tem um amor especial dentro de si, ele aprende mais sobre a vida e o leitor também, afinal pelo menos um dos tipos (senão mais) você já sentiu ou sente, e nessas páginas você encontra formar de alimentar cada dia mais seu amor.
Um livro para ser lido e também vivido a cada página, uma estória que poderia certamente ser real. Recomendo.
comentários(0)comente



Lívia Carolina 10/04/2012

Uma história de amor e fé!
PAra ler a resenha acesse: http://www.carolinicesliterarias.com/2012/03/um-coracao-cheio-de-estrelas-alex.html
comentários(0)comente



juliana.vicente 21/03/2012

http://asmeninasqueleemlivros.blogspot.com.br/2012/03/um-coracao-cheio-de-estrelas-alex.html
Esse pequeno livro carrega uma linda mensagem de amor. Através das poucas páginas do livro somos apresentados aos vários tipos de amor existentes no mundo.

O jovem personagem chamado Michel é um garoto feliz, apesar de toda a tristeza que já viveu em sua curta vida, é muito feliz, pois existe uma jovem, também órfã, que é a razão de toda a sua alegria. Quando ela fica doente de um mal súbito, Michel irá fazer de tudo para faze-lá acordar.

Um lindo conto de fadas, que emociona pela simplicidade e a beleza de sua história. Espero que assim como eu, vocês se encantem.
comentários(0)comente



Zilda Peixoto 06/02/2012

Um coração cheio de estrelas
Conheci "Um coração cheio de estrelas" através de uma indicação de um blog.Assim que li a sinopse,me interessei imediatamente.Um dia desses,fui à Saraiva e quando o vi não pensei duas vezes.Sentei e li o livro em apenas 50 min.Depois,obviamente,levei-o para casa. Preciso dizer que, foi um dos livros mais lindos e singelos que já li. O livro trata-se de uma fábula contemporânea onde o amor é ditado em 10 mandamentos.

Em “Um coração cheio de estrelas’, somos apresentados à Michel, um menino muito feliz , apesar das circunstâncias em que vive. Pois Michel mora em um orfanato na fria cidade de Selonsville. Michel não se entristecia por ser órfão e morar num orfanato,ele encarava isso da melhor maneira possível. Ele era um garoto muito sorridente e estava sempre transmitindo essa alegria para todos que estavam ao seu redor.Um dos motivos para Michel ser uma criança feliz era a presença de sua amiga Erin.

Erin também morava no orfanato e, eles eram amigos inseparáveis. Michel tinha Erin como um tesouro. Costumavam sempre nas noites frias contemplar as estrelas no telhado do orfanato.Só que após uma manhã gelada,Erin entraria em coma deixando Michel desesperado. Quando tudo parecia perdido,Michel conhecerá Hermínia,uma velha sábia moradora de rua. Será através de seus ensinamentos que Michel irá correr contra o tempo para salvar Erin.Sua missão será encontrar nove tipos de pessoas que possuem o amor da maneira mais pura e verdadeira. Michel terá de cortar um pedaço da roupa de cada uma dessas pessoas e construir algo para salvar a vida de Erin.

Toda vez que Michel encontra uma pessoa especial ele aprende uma lição.Logo,nos ensina com toda inocência de uma criança o verdadeiro sentido do amor.Como toda fábula, "Um coração cheio de estrelas" nos transmite uma mensagem de moral muito importante. Eu diria que essa seria especial.Pois, através da fábula somos envolvidos pela linguagem de uma criança. O livro possui 111 páginas, logo sua leitura é rápida. A linguagem é simples e a narrativa flui naturalmente.

“Um coração cheio de estrelas" é uma fábula sobre o poder ilimitado do amor.

Michel terá de cortar a roupa das pessoas para que Hermínia construa um cobertor em forma de coração. Somente dessa maneira,Michel poderá salvar Erin. Essa jornada é um tanto inusitada,pois ele será colocado diante de situações que o fará reconhecer todos os tipos de amor. Ele buscará diferentes tipos de amor para tecer o cobertor que Hermínia irá costurar.Nessa jornada, ele busca o amor próprio; o amor pela vida, o amor mais que perfeito, o amor fraterno, o amor pelos livros,entre outros.Dentre tantas manifestações, Michel terá de encontrar o amor principal que será capaz de salvar Erin.

“Um coração cheio de estrelas” é um lindo romance que fala sobre amor e amizade. Sua mensagem faz com que o leitor dê valores a coisas que normalmente passam por insignificantes no seu dia-a-dia. Enxergar o amor da maneira mais simples e pura deveria ser fácil,mas é através dessa estória que podemos observar o quanto somos displicentes. Michel nos ensina amar verdadeiramente.

Após o término da leitura são apresentados os dez segredos do amor e várias citações de pessoas muito conhecidas que ditam frases sobre as várias manifestações de amor. Citarei algumas delas:

"Um amigo conhece a música do seu coração e canta para você quando sua memória falhar."
Donna Roberts

"Viver é coisa mais rara desse mundo,pois a maioria das pessoas não faz mais do que existir."
Oscar Wilde

"Não pense duas vezes quando puder salvar alguém, porque provavelmente estará salvando você mesmo."(pág. 74)

Eu recomendo muitíssimo a leitura do livro.Pois,certamente ele irá mudar você de alguma maneira. O livro fala de amor e solidariedade e te ensina a dar valor a pequenas coisas. A estória é mágica e nos faz acreditar que o ser humano pode amar verdadeiramente e que nem tudo está perdido. Um conto mágico sobre perceber o amor nos pequenos gestos!
comentários(0)comente



Rafa Précoma 05/02/2012

Um coração cheio de estrelas é um livro simplesmente encantador!

É capaz de mostrar para os adultos, descrentes de amor, entre outros, que o amor verdadeiro e puro pode ser encontrado em qualquer lugar; depende de nós querermos enxergá-lo.

Michael através de sua busca incessante pelos 9 tipos de amores mais puros que existem, nos ensina que ainda há uma chance para todos e que o ser humano ainda é capaz de amar.


Lindo!
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2



logo skoob
"É sem dúvida um sinal de liberdade, uma mostra de que é a própria leitura que está pedindo seu espaço, independentemente de campanhas de incentivo."

JB Online