A Mulher Enigma Psico-sexual

A Mulher Enigma Psico-sexual Pierre Vachet

Compartilhe


A Mulher Enigma Psico-sexual





Como é longo o caminho percorrido desde a tota mulier in utero (toda mulher está no útero) dos antigos, da submissão da mulher ao homem, do eterno feminino dos psicólogos e romancistas, até sua emancipação atual!
Uma moça, pode, hoje em dia, graças ao estudo e ao trabalho, orientar livremente o seu destino e escolher, no momento próprio, aquele que será o companheiro de sua vida.
A mulher, agora, pode procriar à sua vontade e dar a luz sem dor; no plano social, não é isto o mesmo que tornar-se um ser igual ao homem em todas as profissões e todos os domínios?
A despeito dessa transformação, a mulher continua condicionada por leis psicológicas e, quando insurgir-se contra algumas servidões que lhe são impostas pelo seu sexo, corre, algumas vezes, ao encontro de desordens psicológicas e de decepções morais.
O homem e a mulher estão, portanto, englobados por leis gerais inevitáveis, que comportam, para cada sexo, uma maneira de viver à qual nenhuma vontade pode subtrair.
É por isso que a mulher permanece para o homem um ser misterioso, incompreensível. Depois da tomada de consciência da humanidade, a mulher é um "enigma" - ela propõe mesmo muito mais enigmas - e milhares de obras que lhe foram consagradas não esgotaram o assunto, nem resolveram o problema. Sem dúvida porque somente, ou quase somente, os homens se dedicaram a esse estudo e ficaram confundidos perante as reações femininas, que são, antes de mais nada, reações emocionais, enquanto as suas provêm, essencialmente, da razão.

Edições (2)

ver mais
A Mulher Enigma Psico-sexual
A Mulher Enigma Psico-sexual

Similares


Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.0 / 2
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 100
100%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

26%

74%

Dover
cadastrou em:
10/12/2011 19:18:12