As Crônicas de Pindorama

As Crônicas de Pindorama Rafael Buarque Montenegro




As Crônicas de Pindorama #1


Piná e o despertar da escuridão




NHANDERUVUÇÚ - TUPÃ - JURUPARI - ANHANGÁ - IARA - CAAPORÃ - GUARACI - JACI - PINÁ KALUANA

Deuses misteriosos, seres fantásticos, florestas inexploradas, uma aventura épica e de tirar o fôlego. E não, não estamos falando de nenhum livro estrangeiro, repleto de desues gregos, romanos, nórdicos ou criaturas retiradas dessas culturas. Todos os personagens acima são deuses da mitogia tupi-guarani e, posso garantir, eles não são seres que você menosprezaria.
As histórias e lendas folclóricas brasileiras são, em geral, tidas como histórias para crianças. Uma pesquisa mais aprofundada na literatura existente sobre o nosso folclore e os primeiros deuses de nossa terra, mostra que a realidade é bem diferente. Muitas vezes nossas lendas e mitos tendem a representar histórias de horror e mistério, muito mais que simples lendas infantis.

A ideia do livro Piná e o Despertar da Escuridão, primeiro volume da saga As Crônicas de Pindorama, é criar uma mitologia adulta, séria, baseada em nosso folclore, sem que isso impeça a leitura de jovens e adolescentes. A leitura é recomendada tanto para aqueles que já estão acostumados ao gênero fantasia como para os que estão apenas começando no maravilhoso mundo da literatura fantástica.

O livro Piná e o despertar da escuridão conta a história de Annabel Dias de Albuquerque, uma garota portuguesa que veio para o Brasil colonial em 1590, onde passará por uma série de acontecimentos sobrenaturais e misteriosos. O livro narra a jornada de Annabel desde sua chegada ao Brasil, a descoberta a respeito dos mistérios que a cercam e o início da luta com Anhangá, o deus indígena da escuridão.
Confira a sinopse:

Annabel acordou assustada e tremendo. Por dois segundos teve paz para organizar seus pensamentos, mas apenas esses segundos não foram suficientes. Embora sua mente lutasse para afirmar que tudo não passara de um sonho, as mãos do atacante misterioso apertando-se em volta do seu pescoço diziam-lhe o contrário. Tudo aquilo era bem real. Lutou e lutou sem obter qualquer êxito, até que finalmente ouviu a assombrosa voz do seu agressor que cortou-lhe a alma como uma afiada lâmina: “Piná, eu sei quem você é”. Então, tal como misteriosamente começara, o ataque cessou. Ela levou as mãos a garganta, puxando o ar como uma louca, e pensando nas palavras que ouvira. Não tinha a menor ideia do que significavam, mas estava disposta a descobrir. Annabel parte assim em uma grande jornada, onde irá descobrir quem é de verdade, e se está realmente preparada para enfrentar o grande mal que paira sobre as terras de Pindorama, a fantástica terra das palmeiras, também conhecida como Brasil.

Literatura Brasileira / Aventura / Fantasia

Edições (1)

ver mais
As Crônicas de Pindorama

Similares


Resenhas para As Crônicas de Pindorama (11)

ver mais
Fantástico!
on 12/11/15


O autor nos convida a acompanhar Annabel em sua aventura pela "terra das palmeiras", no ano de 1590. Annabel se encanta com o Brasil, essa terra tão cheia de beleza, mas logo descobre que o lugar tem muito mais do que beleza... Sem entender por quê, Annabel vira alvo de Jurupari, o deus dos pesadelos, que a reconhece como a grande Piná. Annabel, então, se envolve numa grande aventura ao lado de Taci, seu mais novo amigo, conhecendo grandes figuras mitológicas e enfrentando graves perig... leia mais

Estatísticas

Desejam9
Trocam1
Avaliações 4.5 / 37
5
ranking 59
59%
4
ranking 30
30%
3
ranking 11
11%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

43%

57%

rafaelbuarquemontenegro
cadastrou em:
29/09/2015 09:45:53
rafaelbuarquemontenegro
editou em:
12/05/2016 20:55:40