J. M. Barrie




Editar

J. M. Barrie


James Matthew Barrie


4.8
101 avaliações

Gêneros infantil, teatro, fantasia | Nascimento: 09/05/1860 - 19/06/1937 | Local: Escócia - Forfarshire - Kirriemuir
O pai do autor, David Barrie, era um fiandeiro e sua mãe, Margaret Ogilvy, a filha de um pedreiro. O casal teve dez filhos e Barrie foi o nono. Jamie, como era chamado, ouvia histórias de piratas contadas por sua mãe que lia para seus filhos as aventuras de R. L. Stevenson. Quando Barrie tinha sete anos, seu irmão David morreu em um acidente de patinação. David fora o filho preferido e sua mãe caiu em depressão. Barrie tentou conseguir sua afeição vestindo-se com as roupas do irmão falecido. A relação obsessiva que surgiu entre mãe e filho marcaria sua vida. Depois da morte da mãe, Barrie publicou, em 1896, uma biografia em sua memória.

Aos 13 anos, Barrie saiu de sua casa no vilarejo. Na escola, interessou-se por teatro e devorou obras de autores tais como Julio Verne, Mayne Reid e James Fenimore Cooper.

Barrie estudou na Dumfries Academy e na Universidade de Edimburgo. Depois de trabalhar como jornalista para o Nottingham Journal, mudou-se para Londres em 1885, de bolsos vazios, como escritor independente. Vendia seus trabalhos, a maioria humorísticos, para revistas de moda, como The Pall Mall Gazett.

Em seu romance de mistério Better Dead (1888), Barrie satiriza pessoas conhecidas. Com seus amigos Jerome K. Jerome, Arthur Conan Doyle, P.G. Wodehouse e outros fundou um clube de cricket chamado Allahakbarries. Doyle era o único membro que realmente conseguia jogar cricket.

Em 1888 ganhou fama com Auld Licht Idylls, um retrato da vida escocesa. A crítica elogiou sua originalidade. Seu melodrama The Little Minister (1891) se tornou um imenso sucesso e foi filmado posteriormente por três vezes. Depois disso, Barrie passou a escrever para o teatro.

Em 1894 casou-se com Mary Ansell, que havia aparecido em sua peça, Walker, London. Segundo a biografia escrita por Janet Dunbar(1970), Barrie era impotente.

The Little Minister foi uma produção de palco muito popular tanto na Inglaterra quanto nos Estados Unidos, onde Barrie começa sua colaboração com o empresário Charles Frohman e sua estrela Maude Adams. Duas das melhores peças de Barrie, Quality Street, sobre duas irmãs que abriram uma escola para “crianças refinadas”, e The Admirable Crichton, na qual um mordomo salva uma família após um naufrágio, foram produzidas em Londres em 1902 e posteriormente filmadas.



Livros publicados por J. M. Barrie (50) ver mais
    Peter Pan
    Caixa Clássicos Autêntica - Vol. 2
    Peter Pan & Wendy
    Peter Pan
    Peter Pan
    Peter Pan


Estatísticas
Seguidores120
Leitores24.317
Avaliações 4.8 / 101
5
ranking 86
86%
4
ranking 14
14%
3
ranking 1
1%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

20%

80%

Janda
cadastrou em:
01/07/2010 05:34:17
Daiane
editou em:
17/04/2017 00:39:56